Economia

Portugal termina 2011 cumprindo todos os seus compromissos internacionais

Portugal termina 2011 cumprindo todos os seus compromissos internacionais

 

LUSA/AOnline   Economia   18 de Dez de 2011, 12:23

O ministro Adjunto e dos Assuntos Parlamentares afirmou hoje que Portugal terminará 2011 cumprindo todos os seus compromissos financeiros junto da troika e ainda dará resposta a situações extraordinárias que ocorreram ao longo deste ano.

Miguel Relvas falava aos jornalistas, numa declaração sem direito a perguntas por parte dos jornalistas, a meio de um Conselho de Ministros informal, que começou esta manhã no Forte de São Julião da Barra em Oeiras.

"Não temos tempo a perder, nem o país nem o Governo. Quisemos fazer um balanço de 2011 e preparar o ano de 2012", declarou o ministro Adjunto e dos Assuntos Parlamentares.

Miguel Relvas referiu-se depois à forma como decorreu a execução orçamental neste ano.

"Em relação à execução orçamental de 2011, Portugal cumprirá todos os seus compromissos financeiros assumidos com o Fundo Monetário Internacional (FMI), Comissão Europeia e Banco Central Europeu no âmbito do programa de assistência financeira", sustentou.

Ainda de acordo com o ministro Adjunto e dos Assuntos Parlamentares, Portugal também chegará ao final do ano com respostas que ultrapassaram "a situações extraordinárias".

"Este exercício de objetividade manterá um grau de obrigação muito elevado em relação a 2012", avisou o membro do Governo de coligação PSD/CDS.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.