Defesa

Portugal quer aumento de participação africana na "Iniciativa 5+5"


 

Lusa / AO online   Nacional   16 de Out de 2009, 18:49

O director do Departamento de Relações Multilaterais do ministério da Defesa português disse esperar que os países africanos da "Iniciativa 5+5" aumentem progressivamente a sua participação nos exercícios militares desenvolvidos por este grupo de contacto.
Em entrevista à Agência Lusa no final do "Sea Border", o exercício militar anual levado a cabo pelas Forças Armadas dos dez países dos "5+5", o coronel Alberto Marinheiro defendeu que esta "é das iniciativas do Mediterrâneo que tem tido um desenvolvimento positivo" e que o aumento de "confiança" entre nações traduz-se em "mais segurança" nesta zona de fronteira entre a Europa e África.

"Nestes exercícios, os nossos parceiros começaram apenas como observadores, tinham uma postura perfeitamente neutra. Neste momento já estão a participar com meios, temos uma fragata marroquina", afirma, referindo-se ao "Sea Border" deste ano, realizado em Oeiras e no Golfo de Cádiz, no sul de Espanha.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.