Portugal goleia Ilhas Faroé na estreia de Carlos Queiroz

Portugal goleia Ilhas Faroé na estreia de Carlos Queiroz

 

Lusa/AO   Futebol   20 de Ago de 2008, 22:21

A selecção portuguesa de futebol goleou as Ilhas Féroe, por 5-0, na estreia da nova era de Carlos Queiroz no comando técnico

  No teste para os compromissos que se avizinham com Malta e Dinamarca, respectivamente a 6 e 10 de Setembro, de qualificação para o Mundial2010, Carlos Queiroz viu grande parte dos seus eleitos tirar nota positiva.
Sem Cristiano Ronaldo, a recuperar de uma intervenção cirúrgica, o primeiro “onze” de Carlos Queiroz foi marcado pelas presenças de Quim, Antunes, Raul Meireles, Carlos Martins, Nani e Hugo Almeida.
Com Ricardo fora dos eleitos, a baliza foi entregue a Quim, Antunes ocupou o lugar de Paulo Ferreira no seu segundo jogo na selecção, Raul Meireles tomou como missão esquecer Petit, Carlos Martins também ocupou um lugar no meio-campo na sua terceira internacionalização e Hugo Almeida o ataque. Em relação ao último jogo do Euro2008, que marcou, com a derrota por 3-2 com a Alemanha, o final do ciclo do brasileiro Luiz Felipe Scolari, há a registar as ausências no "onze" titular de João Moutinho e Nuno Gomes.
A diferença de 187 lugares no “ranking” ficou patente desde o minuto inicial da partida, com Portugal, instalado nos últimos 35 metros das Ilhas Faroé, a procurar o golo por Simão (14 minutos) e Hugo Almeida (19).
O guarda-redes Quim só aos 20 minutos deixou a situação de mero espectador do encontro, que partilhava com toda a defesa portuguesa, e foi chamado a intervir na sequência de um canto favorável às Ilhas Féroe.
O anunciado golo português surgiu aos 23 minutos pelo pé esquerdo de Carlos Martins, que se estreou a marcar na selecção, com um remate frontal que ainda foi desviado no corpo de Thomassen.
Nani, aos 26 minutos, procurou imitar Carlos Martins, mas o remate saiu ligeiramente ao lado e, aos 33, foi a vez do guarda-redes Jakup Mikkelsen negar o golo a Deco, na marcação de um livre junto ao poste.
Aos 37 minutos, Raul Meireles viu um remate devolvido pela barra, após canto de Deco, e Hugo Almeida, aos 39, falhou uma vez mais o golo, na sequência de um cruzamento de Miguel, já no lugar de Bosingwa, que saiu tocado.
O intervalo foi bom conselheiro da selecção lusa que, após uma primeira tentativa por Nani, aos 47 minutos, elevou a vantagem por Simão Sabrosa (2-0), aos 48, num desvio de cabeça do “capitão” a centro de Miguel.
Carlos Queiroz operou três alterações aos 55 minutos, fazendo entrar Bruno Alves, Manuel Fernandes e Danny. e foi dos pés do jogador do Dínamo Moscovo - estrante absoluto - que saiu novo remate à barra da baliza das Ilhas Féroe.
Danny, aos 62 minutos, voltou a construir uma situação de perigo, na sequência da qual Simão rematou ao lado, Bruno Alves, aos 63, e Manuel Fernandes, aos 69, procuraram sem êxito o golo através de remates de longe.
A selecção portuguesa teve um final de jogo inebriante, com Duda, aos 86 minutos, a elevar a vantagem de cabeça, marcando pela primeira vez na selecção, na sequencia de um centro do irrequieto Nani, e Bruno Alves, aos 88, a elevar para 4-0, com remate potente.
Nani, que foi um dos melhores elementos ma selecção portuguesa, fechou a sua actuação com chave de ouro ao estabelecer o 5-0, aos 90 minutos, com um potente remate a passe de Miguel, já dentro da área das rendidas Ilhas Féroe.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.