Portugal bate Bulgária e vence pela primeira vez num Europeu-sub17 feminino


 

AO Online/ Lusa   Futebol   5 de Mai de 2019, 17:24

Portugal entrou este domingo com uma esperada vitória no Campeonato Europeu de futebol feminino de sub-17, ao derrotar a Bulgária, anfitriã da prova, por 3-1, na primeira jornada do Grupo A.

Maria Alagoa, aos 06 minutos, Vivianne Bessette, na própria baliza, aos 29, e Maria Negrão, aos 77, marcaram os golos do primeiro triunfo português numa fase final neste escalão feminino - na segunda presença -, vincando a superioridade demonstrada em todo o encontro. Parapunova, ainda antes do intervalo (45+1), fez o golo búlgaro, beneficiando de uma desatenção da guarda-redes lusa.

A equipa comandada por José Paisana assumiu a iniciativa e cedo colheu frutos do seu ascendente, quando Ana Albuquerque encontrou algum espaço sobre a esquerda da área e rematou para defesa incompleta de Dimova, que permitiu a Maria Alagoa abrir a contagem, aos 06 minutos, numa recarga fácil.

Quase sempre no meio campo da Bulgária e colocando muitas dificuldades às investidas das adversárias, Portugal viu Maria Negrão atirar à trave, de livre direto (22), antes chegar ao 2-0 com o contributo infeliz de Bessette, que desviou para a própria baliza um cruzamento da esquerda de Maria Alagoa.

A barra voltou a devolver um remate português, neste caso de Andreia Jacinto (32), mas foi a Bulgária quem acabou por marcar antes do descanso, num lance em que Adriana Rocha se deixou surpreender por um 'balão' de Parapunova que parecia defensável.

Na segunda parte, Portugal manteve o domínio, sempre com mais bola e instalado no meio campo contrário, perante as dificuldades das búlgaras em conduzir lances ofensivos, e voltou a acertar na trave, aos 68 minutos, num centro-remate de Ana Assucena.

O 3-1 acabou por chegar aos 77 minutos, com a marca de talento de Maria Negrão, que confundiu as adversárias em zona frontal e disparou de fora da área para o melhor golo do encontro.

Portugal somou os primeiros três pontos frente ao adversário mais frágil do grupo A, que conta ainda com a Dinamarca, próximo a adversário, na quarta-feira, e a Espanha, campeã em título, com quem fecham a primeira fase, no dia 11. Os dois primeiros apuram-se para as meias-finais.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.