Portas do Mar consideradas terceiro melhor porto de 2008

Portas do Mar consideradas terceiro melhor porto de 2008

 

Luís Pedro Silva   Regional   15 de Dez de 2008, 09:43

O empreendimento das Portas do Mar recebeu o título de terceiro melhor porto de 2008, atribuído durante a Convenção de Turismo de Cruzeiros na Europa, que se realizou durante a última semana em Veneza.

O evento, denominado de Seatrade Insider Cruise Awards, classificou as Portas do Mar, como o terceiro melhor Porto de 2008, tendo selecionado o Porto de Tyne, no Reino Unido, como segundo classificado, enquanto o vencedor foi o terminal de passageiros de Veneza.
Lucília Soares, directora regional dos Transportes  Marítimos e Aéreos, considera que o prémio recebido “é muito importante para os Açores, numa nova etapa, onde se procura aumentar o número de cruzeiros”,acrescentando que  a atribuição deste prémio é o reconhecimento às condições oferecidas pelas Portas do Mar, em termos de segurança e logística.
A Seatrade Insider Cruise Awards foi criada em 2007 com o objectivo de premiar anualmente as diversas áreas do turismo de cruzeiro que se distinguem fundamentalmente pela qualidade, funcionalidade e inovação nos serviços prestados, ao nível dos melhores “Destinos do Ano”, “Iniciativa Ambiental”, “Galardão de Inovação em Excursões em Terra”, “Porto do Ano”, “Fornecedor do Ano”, “Funcionário de Bordo do Ano” e “Personalidade do Ano”.
O júri do concurso, constituído por um número de pessoas ligado à indústria de cruzeiros, justificou o prémio atribuído aos Açores pelas “boas condições técnicas, concepção arquitéctónica e integração na cidade, bem como devido à limpeza e facilidades que proporciona em termos de mobilidade, conforto e segurança para os passageiros”.
Carlos Adalberto Silva, presidente do conselho de administração dos Portos dos Açores, considera que o prémio atribuído constitui “uma oportunidade potenciadora de divulgação do destino Açores para um aumento de escalas de navios de cruzeiros”.
No entanto, como a marcação das rotas dos navios de cruzeiros é efectuada com dois e três anos de antecipação, apenas a partir de 2010 e 2011, se poderá aguardar um aumento do número de cruzeiros a visitar as Portas do Mar. Segundo os dados divulgados por Carlos Adalberto Silva,  em 2008 estiveram na Região cerca de meia centena de cruzeiros, o que representou um movimento na ordem dos 18 mil turistas. “O balanço efectuado de 2008 é muito positivo, porque foram excedidas todas as expectativas”, referiu a propósito.
Relativamente às previsões para 2009, o administrador dos Portos dos Açores sublinha “que não se deve contar com um aumento muito grande, porque as escalas de cruzeiros são planificadas com uma grande antecedência”.
No entanto, a notoriedade das Portas do Mar a nível internacional, a que se juntam elogios de comandantes de navios, permite “receber algumas escalas extraordinárias”. O principal obstáculo ao aumento de turistas, por via marítima, é a crise internacional que “também vai atingir os navios de cruzeiros”.
Lucília Soares refere que a estratégia de dotar os portos de melhores condições “é a estratégia do Governo Regional para atingir os objectivos de crescimento de turismo”, frisou.

Mais um cruzeiro nos Açores
O barco Queen Victoria, um dos mais luxuosos navios de cruzeiros do mundo, esteve ontem em Ponta Delgada, com cerca de dois mil turistas que aproveitaram a abertura das lojas para a realização de passeios e compras no comércio tradicional.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.