Processo "Face Oculta"

Paulo Penedos vai pagar caução de 25 mil euros


 

Lusa / AO online   Economia   20 de Nov de 2009, 15:13

O Juiz de instrução do processo Face Oculta indiciou esta sexta-feira o arguido Paulo Penedos pela prática de um crime de tráfico de influência e sujeitou-o ao pagamento de uma caução de 25 mil euros.
Trata-se do quarto arguido do processo Face Oculta a ser sujeito a pagamento de caução, sendo os anteriores Hugo Sá Godinho, sobrinho do empresário Manuel Godinho (50 mil euros), Paiva Nunes e Namércio Pereira da Cunha (25 mil euros cada).

Paulo Penedos, que é advogado e filho do presidente da REN - Redes Eléctricas Nacionais, ficou sujeito a mais três medidas de coacção: obrigação de não contactar outros arguidos, à excepção do seu pai, interdição de contactar funcionários da REN e proibição de entrar nas instalações daquela empresa.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.