Passos Coelho leva a Merkel mensagem de “comprometimento com reformas a realizar"

Passos Coelho leva a Merkel mensagem de “comprometimento com reformas a realizar"

 

Lusa/Aonline   Nacional   31 de Ago de 2011, 19:36

 O primeiro-ministro português transmitirá quinta-feira à chanceler Angela Merkel uma mensagem de “absoluto comprometimento com o processo de reformas a realizar em Portugal”, disse o próprio à agência Lusa.

Passos Coelho respondia à Lusa em Madrid, questionado sobre que mensagem levará ao encontro que manterá com a chefe do Governo alemão em Berlim, na segunda paragem do seu périplo europeu, na quinta-feira.

No final da sua passagem por Madrid, o primeiro-ministro destacou ainda a importância da aplicação das medidas aprovadas na última cimeira europeia, nomeadamente no que toca ao Fundo de Estabilidade Financeira e ao mecanismo de gestão de crise.

Para Passos Coelho é importante que o processo de aperfeiçoamento do fundo europeu seja “ratificado rapidamente” para dar uma “resposta mais robusta” à situação atual, permitindo “resistir e combater o risco sistémico” que permanece, disse.

O chefe do Governo falava depois de se ter reunido em Madrid com o líder da oposição, Mariano Rajoy (do Partido Popular-PP), com quem manteve uma “conversa interessante e oportuna”.

Passos Coelho agradeceu ao presidente do PP espanhol a sua participação na Universidade de Verão do PSD, acabando por o receber em Madrid, na residência do embaixador de Portugal, pela “impossibilidade de o receber como anfitrião em Lisboa”.

“Foi uma reunião importante para poder dar nota também do que estamos a fazer em Portugal”, disse.

Passos Coelho preferiu não comentar a política interna espanhola – nomeadamente o facto de as sondagens apontarem Rajoy como vencedor das eleições legislativas de 20 de novembro – mas recordou as boas relações entre o PP e o PSD.

“É sabido que o PP espanhol e o PSD mantém uma boa relação e todos estes contactos devem ser vistos na órbita partidária mas também as relações entre os dois Estados”, disse.

Antes Passos Coelho esteve com o rei Juan Carlos, “um grande conhecedor da realidade portuguesa, já que viveu em Portugal uma parte importante da sua juventude”, pelo que tem “um conhecimento muito próximo” do que se passa em Portugal.

“Tivemos a possibilidade de rever não apenas todo o relacionamento bilateral (…) como de trocar impressões sobre o que está a ocorrer a nível internacional”, disse.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.