Política

"Os Verdes" alerta para "problemas graves" no meio ambiente nos Açores


 

Lusa/AO online   Regional   21 de Set de 2008, 23:24

O Partido Ecologista "Os Verdes" alertou hoje para "problemas graves" no meio ambiente nos Açores, concretamente ao nível dos recursos hídricos e ordenamento do território, criticando o modelo de "muito betão" seguido pelo Governo açoriano.
A direcção do Partido Ecologista "Os Verdes" esteve reunida em Ponta Delgada e cumpriram na sexta-feira um programa de visitas pela Terceira e São Jorge, o que permitiu constatar "problemas graves" em termos ambientais.
Numa conferência de imprensa, o deputado na Assembleia da República Francisco Madeira Lopes deu como exemplo o que se passa na Praia da Vitória (Terceira), "alvo de permanentes descargas poluentes provenientes da zona industrial, suspeitando-se do matadouro". 
O parlamentar recordou, também, o caso das "já conhecidas contaminações dos aquíferos" na Terceira, com "uma suspeita forte de responsabilidade da Base das Lajes".
Outro "problema" denunciado pelo partido prende-se com a extracção de inertes, "sem licenciamento, nem controlo".
"Há um monte que está a ser completamente derrubado e está a ser desfigurada a paisagem daquela área protegida", denunciou Francisco Madeira Lopes.
No caso de São Jorge, o deputado ecologista disse que a ilha "tem apresentado os piores resultados nacionais" em termos de qualidade de água para consumo humano, devido "a um pastoreio excessivo e ao não controlo das fontes de captação de água".
Além disso, naquela ilha o quadro afecto à secretaria regional do Ambiente "não está minimamente preenchido e conta apenas com um vigilante para toda a ilha e mais um técnico", observou.
"São sinais de um modelo de desenvolvimento que vem sido seguido para os Açores de muito betão, de muita obra para inaugurar e acaba-se por cair num desperdício", afirmou.
Nas listas que a coligação CDU/Açores (de que fazem parte o PCP e o PEV) para as eleições regionais de 19 de Outubro "Os Verdes" apresentam duas candidatas, Cristina Carvalhinho (pela ilha do Faial) e Ana Penteado, por São Miguel.
O parlamentar Francisco Madeira Lopes manifestou-se convicto na eleição de um grupo parlamentar da CDU, sublinhando que as propostas apresentadas pelo partido "Os Verdes" vão no caminho da economia local e recursos endógenos.
O Partido Ecologista "está a conhecer um crescimento" no arquipélago, garantiu o deputado, para quem o arquipélago necessita também de "uma voz mais actuante" no parlamento, que "irá exigir responsabilidades" do Governo açoriano.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.