Açoriano Oriental
Orçamento da autarquia de Vila do Porto para 2020 ronda os 7 ME

O orçamento para 2020 da Câmara Municipal de Vila do Porto, na ilha de Santa Maria, "ronda os sete milhões de euros" e "tem como prioridades a aprovação ao máximo dos fundos comunitários para obras", disse o autarca local.

Orçamento da autarquia de Vila do Porto para 2020 ronda os 7 ME

Autor: Lusa/AO Online

“A prioridade é tentar a aprovação ao máximo dos fundos comunitários disponíveis com a celeridade que é possível, porque estas candidaturas e vistos demoram sempre algum tempo. E vamos também manter a linha do apoio à educação e ao apoio social”, afirmou Carlos Rodrigues, em declarações à agência Lusa, acrescentando que o orçamento foi aprovado em Assembleia Municipal com os votos a favor da maioria social-democrata, a abstenção do BE e votos contra do PS.

Este ano, o orçamento da única autarquia da ilha de Santa Maria totalizou os 6,4 milhões de euros.

“O valor do orçamento para 2020 ronda os sete milhões de euros, ou seja, sensivelmente o mesmo que este ano, porque as obras candidatáveis aos fundos comunitários são as mesmas, já que não as conseguimos executar sem termos o visto do Tribunal de Contas, nem candidatura aprovada e transitaram para o próximo ano”, explicou, referindo que, entre essas obras, está "a requalificação da Praça do Município".

O presidente da autarquia social-democrata sustentou que para o próximo ano serão disponibilizadas "20 bolsas de estudo para alunos carenciados que pretendam prosseguir os estudos no ensino superior" e "vai manter-se o apoio a material didático para os alunos das escolas do concelho do primeiro ciclo".

O documento para 2020 contempla também a manutenção dos apoios aos cartões municipais, o cartão jovem e do idoso, assim como apoio à habitação degradada para pequenas reparações.

"A autarquia tem vindo a apoiar a realização de pequenas obras para recuperação de casas de banho, cozinhas, telhados, portas e janelas em habitações de idosos e pessoas com mobilidade reduzida", acrescentou Carlos Rodrigues.

O autarca salientou que o documento para 2020 assegura ainda o apoio habitual às associações e clubes que organizam grande parte dos eventos em Santa Maria ao longo do ano, porque é um meio de promover a ilha, referindo, por exemplo, a Maré de Agosto - festival musical que se realiza anualmente em agosto na Praia Formosa e é o mais antigo do país sem interrupções - o Santa Maria Blues, o Maia Folk e o rali.

O presidente de Vila do Porto salientou ainda que "nos últimos tempos" a autarquia admitiu 21 pessoas ao abrigo da lei dos precários (sete assistentes operacionais, sete técnicos superiores e mais sete trabalhadores para a secção de águas)", estando a decorrer atualmente um concurso para a integração de mais oito pessoas.


 
PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.