Nove câmaras açorianas com prejuízo em 2008

Nove câmaras açorianas com prejuízo em 2008

 

Pedro Nunes Lagarto   Regional   15 de Nov de 2009, 07:30

O ano de 2008 ficou marcado por um recorde absoluto nos investimentos municipais, 84 milhões de euros, a que não terá sido alheia a necessidade de concretizar obra na proximidade das eleições Autárquicas (Outubro de 2009).

Mas, a galopada no investimento municipal terá tido reflexos nas contas com nove dos dezanove municípios a fechar o ano com prejuízo.

É que para atingir os seus objectivos o conjunto dos municípios açorianos contraiu empréstimos no montante de 25 milhões de euros, o valor mais elevado dos últimos seis anos, e teve ainda que suportar um aumento de 18 por cento nos juros dos empréstimos, reflectindo os aumentos de taxas de juros naquele ano.

Assim, em Dezembro de 2008, o endividamento no conjunto dos dezanove municípios dos Açores atingia 207,6 milhões de euros, o que representa um aumento de 15,2 por cento face ao ano anterior.

Desse montante, 74 por cento era dívida bancária - que cresceu 8 por cento face a 2007 - enquanto a dívida não bancária aumentou 42,8 por cento para 53,4 milhões de euros.

Se o investimento evoluiu de forma assinalável em 2008, representando 46 por cento do total das despesas municipais, no entanto, o comportamento das diversas áreas foi bastante diferente, com aumentos da ordem dos 62 por cento na rede viária, 32 por cento na educação e desporto e 25 por cento no abastecimento de água e na habitação, mas com reduções acentuadas nos sectores de recolha e tratamento de lixos, instalações dos serviços e informática.

Naquele mesmo ano as despesas de pessoal aumentaram 2,4 por cento para 48 milhões de euros.

 

Leia a notícia completa na edição impressa do Açoriano Oriental de 15 de Novembro de 2009.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.