Moreirense vence nas Aves e reforça quinto lugar da I Liga

Moreirense vence nas Aves e reforça quinto lugar da I Liga

 

Lusa/Ao online   Futebol   11 de Mai de 2019, 12:05

O Moreirense reforçou esta sexta feira o quinto lugar da I Liga de futebol, ao vencer no reduto do vizinho Desportivo das Aves por 1-0, num jogo da 33.ª jornada em que os avenses desperdiçaram uma grande penalidade.

Chiquinho marcou o único golo do jogo, aos 54 minutos, interrompendo uma série de quatro jogos do Moreirense sem vencer, mas o seu colega Pedro Trigueira rivalizou no protagonismo, ao defender a grande penalidade de Rodrigo, do Aves, aos 42 minutos.

Após este jogo que abriu a 33.ª e penúltima jornada do campeonato, o Moreirense passou a somar 52 pontos e tem o quinto lugar bem alinhavado, enquanto o Aves mantém 36 e, por agora, o 12.º posto, mas já a salvo da descida.

Num jogo sem grandes amarras, Aves e Moreirense procuraram a vitória, numa primeira parte viva, embora sem muitas situações claras de golo junto das duas balizas, sendo a mais flagrante desperdiçada pelo avense Rodrigo, aos 42 minutos, na transformação de uma grande penalidade.

O guarda-redes Pedro Trigueira redimiu-se da alegada falta cometida sobre Mama Baldé na área do Moreirense, em lance validado por João Capela após consulta às imagens do videoárbitro, adivinhando o remate do lateral-direito e desviando a bola para canto.

Esta jogada, como todas as ofensivas com sinal de perigo dos avenses, resultou da 'sociedade' Luquinhas-Mama Baldé, os jogadores da 'casa' com mais velocidade e capacidade de improviso. O Moreirense, por sua vez, apostou na exploração dos corredores laterais e da profundidade e ensaiou vários cruzamentos e passes longos, alguns deles perigosos, mas sem nunca conseguir vencer a oposição da defesa local.

A estratégia de Ivo Vieira daria resultados na segunda parte, em especial a partir do golo de Chiquinho, aos 54 minutos. João Aurélio fez o passe e Chiquinho, com uma receção orientada e alguma felicidade no ressalto, rodou entre dois adversários e ficou de frente para a baliza de Beunardeau, que bateu com um remate colocado.

Em vantagem, o Moreirense ficou mais confortável e teve mais espaço para explorar o jogo entre linhas, respondendo o Aves, mais a espaços, com algumas jogadas de envolvimento coletivo, conseguindo, já perto do fim, duas boas situações para empatar. Beunardeau, com uma enorme defesa, aos 90 minutos, manteve as esperanças do Aves, mas o resultado não voltaria a sofrer alterações.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.