Mais duas vacinas contra gripe A em processo de licenciamento


 

Lusa/Ao On line   Nacional   6 de Nov de 2009, 05:27

Às quatro vacinas licenciadas contra a Gripe A (H1N1) deverão juntar-se no próximo mês outras duas, segundo o grupo de controlo da pandemia do Centro Europeu de Prevenção e Controlo de Doenças (ECDC, em inglês).

Na sede desta agência europeia, em Estocolmo, especialistas referiram as vacinas produzidas por um fabricante romeno e pela multinacional francesa Sanofi-Pasteur.

"É positivo haver mais fabricantes de vacinas porque há falta de oferta", afirmou Angus Nicoll, coordenador da luta contra a pandemia, sublinhando que a gripe A "é impossível de parar, mas é possível proteger os mais frágeis".

Apesar de ainda não se poder prever as reais consequências da doença, no ECDC antevê-se mais pressão nas unidades de cuidados intensivos.

Até agora, a maior parte dos doentes tem tido uma infecção ligeira e há também casos de pessoas sem sintomas.

Entre os mais velhos, há menos casos de gripe A comparando com a gripe sazonal, por muitos terem alguma imunidade ao vírus, mas "paradoxalmente é o grupo com taxas mais graves da doença e mortes".

O ECDC chamou a atenção para algumas das incertezas que a doença tem trazido e que é importante quantificar, como o número de infecções sem sintomas, o nível absoluto de problemas graves em pessoas saudáveis e nos grupos de risco e o grau absoluto de eficácia dos antivirais.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.