Mais de 80 mil passageiros aéreos desembarcaram nos Açores em fevereiro

Mais de 80 mil passageiros aéreos desembarcaram nos Açores em fevereiro

 

Ana Carvalho Melo   Regional   10 de Mar de 2018, 09:50

Em fevereiro de 2018 desembarcaram nos aeroportos dos Açores 80.653 passageiros, um aumento de 1,3% face ao mesmo mês de 2017, revela o SREA.

Segundo o Serviço Regional de Estatística dos Açores, no mês de fevereiro de 2018 desembarcaram nos aeroportos dos Açores 80.653 passageiros, um aumento de 1,3% face ao mesmo mês de 2017.
Os passageiros desembarcados com origem no estrangeiro totalizaram 7.457, originando um crescimento homólogo de 29,7%, e os com origem noutras regiões do território nacional atingiram 40.008, apresentando uma variação homóloga negativa de 0,4%.

Em termos acumulados, nos últimos 6 meses, verificou-se uma variação homóloga positiva de 12,7% no desembarque de passageiros e no trimestre terminado em fevereiro de 2018, uma variação homóloga positiva de 6,5%.
Os dados da estatística regional revelam ainda que a ilha com maior número de passageiros desembarcados no mês de fevereiro foi a de São Miguel com 45.910, seguida da Terceira com 19.865 e Faial com 4401.

A ilha que apresentou maior crescimento homólogo mensal foi a de Santa Maria com 5,8%, seguindo-se a Terceira com 4,5%, Corvo com 2,9%, São Jorge com 2,6%. A ilha de São Miguel registou um crescimento homólogo de 0,2%.

Em sentido inverso, as ilhas do Faial, Graciosa e Flores registaram decréscimos homólogos no desembarque de passageiros, -2,7%, -1,0% e -0,8% respetivamente.

A ilha que apresentou maior variação homóloga positiva no trimestre terminado em fevereiro de 2018 foi a Terceira (8,5%), seguida de São Jorge (7,9%). Quanto ao acumulado dos últimos 6 meses, a ilha que verificou maior variação homóloga positiva foi a de São Miguel com 14,8%, seguida da Terceira (13,4%), Corvo (12,7%), Flores (10,3%) e São Jorge com 10,2%.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.