Espanha

Mais de 115 mil mulheres abortaram no país em 2008

Mais de 115 mil mulheres abortaram no país em 2008

 

Lusa/AO Online   Internacional   5 de Nov de 2009, 16:44

Mais de 115 mil mulheres, entre elas 10 mil menores, abortaram em Espanha no último ano, um aumento de 3,27 por face ao ano anterior, segundo dados divulgados pelo Ministério da Saúde e Política Social espanhol.

Os dados reflectem, segundo o Governo, uma “estabilização” no número de interrupções voluntárias da gravidez, tendo o aumento registado no ano passado ficado bastante aquém do crescimento de 10,3 por cento verificado entre 2007 e 2008.

No que toca ao número de abortos entre adolescentes registou-se uma queda de 1,27 por cento em 2008 face ao ano anterior.

Segundo os dados divulgados, em Espanha em 2008 abortaram 11,54 em cada mil mulheres com idades entre os 15 e os 44 anos.

Apenas dois por cento das interrupções voluntárias da gravidez foram realizadas em hospitais públicos sendo a Catalunha, Madrid e a Andaluzia as regiões com mais casos.

Cerca de 54,5 por cento dos abortos foram realizados em mulheres nascidas em Espanha; 43,6 por cento em mulheres oriundas de outros países e residentes em Espanha e as restantes em mulheres não residentes, sejam espanholas ou estrangeiras.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.