Londres e Riade reforçam cooperação na tecnologia e impostos


 

Lusa / AO online   Internacional   31 de Out de 2007, 16:19

O Reino Unido e a Arábia Saudita decidiram esta quarta-feira, durante um encontro entre o primeiro-ministro britânico e o rei Abdullah, reforçar a cooperação no desenvolvimento de tecnologia e na área fiscal, anunciou Downing Street.
O encontro teve lugar à tarde na residência oficial do primeiro-ministro em Londres, no âmbito da visita oficial do monarca saudita ao Reino Unido, a primeira nos últimos 20 anos.

Além da assinatura de vários acordos bilaterais, os dois dirigentes discutiram questões como o combate ao terrorismo e a situação no Médio Oriente, refere uma nota do governo.

A visita do rei Abdullah esteve envolta em polémica desde o início, depois de ter sido emitida na televisão uma entrevista onde o monarca revelou que os serviços de informação sauditas terão avisado Londres da iminência de um atentado, culpando as autoridades britânicas de não terem impedido as explosões de 07 de Julho de 2005.

Estes atentados, registados em três locais diferentes do metropolitano londrino e num autocarro, vitimaram 56 pessoas (incluindo quatro terroristas suicidas) e causaram centenas de feridos.

A informação foi, entretanto, desmentida pelo Ministério dos Negócios Estrangeiros britânico.

A visita do monarca saudita foi também ensombrada pelas críticas de organizações de defesa dos direitos humanos, que acusaram o regime de Riade de políticas opressivas contra, nomeadamente, as mulheres e os homossexuais.

Invocando estas razões, o líder interino do partido Democrata-Liberal, Vince Cable, boicotou o banquete oferecido terça-feira à noite pela rainha Isabel II, antecedido por várias manifestações na capital britânica.

Mas Downing Street não garantiu que estes assuntos estivessem na agenda de trabalho, adiantando apenas que seriam "evocadas as questões que parecessem apropriadas".

O programa de hoje do rei Abdullah inclui ainda reuniões com o príncipe Carlos, que patrocina acções de solidariedade na Arábia Saudita, e com o líder da principal formação política na oposição, o partido Conservador, David Cameron.

À noite, o presidente da Câmara Municipal de Londres oferece um banquete em honra do monarca, à mesma hora em que está prevista uma manifestação de defensores dos direitos humanos em frente à embaixada saudita em Londres.

O rei Abdullah parte do Reino Unido na quinta-feira, efectuando em seguida visitas a Itália, Alemanha e Turquia.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.