Sporting

Juiz adia início da instrução do ataque à academia de Alcochete

Juiz adia início da instrução do ataque à academia de Alcochete

 

Lusa/AO Online   Futebol   4 de Mar de 2019, 11:06

O juiz Carlos Delca adiou o início da fase instrutória do processo do ataque à Academia do Sporting, em Alcochete, prevista começar na quarta-feira, em Lisboa, disse à agência Lusa o Tribunal de Instrução Criminal do Barreiro.

O processo pertence ao Tribunal de Instrução Criminal (TIC) do Barreiro, mas, por razões de logística e de instalações, o juiz Carlos Delca determinou que a instrução, fase facultativa em que um juiz de instrução criminal decide se o processo segue e em que moldes para julgamento, decorra na nova sala do Campus da Justiça, no Parque das Nações, em Lisboa.

Contactado pela Lusa, fonte do TIC do Barreiro indicou que a sessão de quarta-feira “ficou sem efeito”, devido ao facto de um dos advogados ter pedido a escusa do juiz Carlos Delca, não tendo, para já, uma nova data prevista para o início da fase de instrução.

Para quarta-feira estavam agendados interrogatórios a três dos arguidos.

Carlos Delca – que foi o juiz da fase de inquérito e será o juiz desta fase instrutória - tinha marcado para 13 de março, a audição do antigo presidente do Sporting Bruno de Carvalho e a inquirição de testemunhas por si indicadas.

A fase de instrução foi requerida por mais de uma dezena de arguidos, entre os quais o ex-presidente do Sporting e o antigo oficial de ligação aos adeptos do clube Bruno Jacinto.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.