Açoriano Oriental
Jornada de um ano de Joel Neto pelos Açores e diáspora acaba em livro

O escritor Joel Neto realizou com Catarina Ferreira de Almeida uma viagem de um ano pelos Açores e pela diáspora radicada nos Estados Unidos, traduzida num livro lançado esta sexta feira no mercado nacional, "Muito mais do que Saudade".

article.title

Foto: MARGARIDA QUINTEIRO
Autor: AO Online/ Lusa

O autor de “A vida no Campo”, vencedor da sexta edição do Grande Prémio Associação Portuguesa de Escritores de Literatura Biográfica, considerou à agência Lusa que se tratou de uma forma de revisitar as ilhas e o seu universo cultural e social “sobretudo do ponto de vista da ideia de regresso a casa e o que opera dentro das pessoas, de diferentes formas”.

Joel Neto explica que o livro bilingue "Muito mais do que Saudade/Beyond saudade" surgiu na sequência de um diálogo com um dos entrevistados da obra, Roberto Lino, do Pico, que trocou o Silicon Valley, onde chegou a vice-presidente de 'marketing' da Skype, para voltar à sua ilha de nascimento.

O entrevistado afirmava que o que ligava aos “nove torrões dispersos pelo Atlântico era “muito mais do que saudade” e propôs ao escritor que encontrasse a palavra que definisse esse sentimento.

O romancista afirma que a obra tem “vários níveis de leitura” através do “diálogo em que se conta a vida das pessoas”, surgindo depois “aquilo que se conta e a forma como cada delas reflete a sua própria história da vida”.

É ainda possível “perceber diferentes derivas geográficas que se oferecem aos açorianos que saem das duas ilhas para outras, para o continente, Europa e América”.

Este livro surge na sequência da realização, sob a égide da FLAD — Fundação Luso-Americana Para o Desenvolvimento, do projecto que deu origem ao filme “O Caminho de Casa”, com realização de Arlindo Horta e estreia nos canais RTP.

A obra contempla testemunhos do futebolista Pauleta ou da museóloga Andreia Silva, do casal operário Maria e António Linhares ou do gestor Ângelo Garcia, "braço direito" do cineasta de Hollywood George Lucas, sendo que as entrevistas recolhidas “percorrem extratos sociais, géneros e idades, além de geografias”.

Joel Neto, nascido em 1974 em Angra do Heroísmo, na ilha Terceira é autor dos romances “Arquipélago” e “Meridiano 28”, bem como dos dois volumes do diário “A Vida no Campo”.

Estudou Relações Internacionais, foi jornalista e é hoje colunista da Antena 1, Diário de Notícias e O Jogo.

Catarina Ferreira de Almeida, a coautora do livro, nasceu em Lisboa, em 1977, é mestre em Literatura pela Universidade de Rennes e tradutora em Portugal de, entre outros, J.R.R. Tolkien.

Foi distinguida pela Associação Portuguesa de Tradutores/Sociedade Portuguesa de Autores pela sua versão de “Longe da Multidão”, de Thomas Hardy (Editorial Presença, 2015).

É bolseira da Direcção-Geral do Livro, dos Arquivos e das Bibliotecas, e prepara a edição do seu primeiro romance.



Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.