Crime

Guiné-Bissau investiga documento "secreto" que caiu no domínio público


 

Lusa / AO online   Internacional   26 de Nov de 2009, 14:37

A Procuradoria-Geral da República da Guiné-Bissau vai investigar a divulgação de um documento "secreto" da Divisão de Informação e Segurança Militar do país, que alerta para riscos de instabilidade devido a divisões internas no partido no poder.
No âmbito das investigações, e segundo dois documentos a que a agência Lusa teve acesso, o Procurador-geral da República guineense, Amine Saad, pediu para ouvir o coronel Samba Djaló, director da Divisão de Informação e Segurança Militar, e o deputado do Partido Africano da Independência da Guiné e Cabo Verde (PAIGC) Roberto Cacheu.

Num documento enviado ao ministro da Defesa Nacional, o procurador-geral da República pede que o coronel Samba Djaló seja ouvido porque “qualquer ameaça por mais pequena que seja deve ser tomada em devida conta”.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.