Governo dos Açores quer manter fluxos turísticos após falência da Primera Air

Governo dos Açores quer manter fluxos turísticos após falência da Primera Air

 

Lusa/AO Online   Regional   3 de Out de 2018, 06:25

O Governo dos Açores vai fazer um esforço para manter os fluxos turísticos provenientes do norte da Europa, frisou a secretária regional da Energia, Marta Guerreiro, na sequência da falência da companhia aérea Primera Air.

“O desafio que se coloca agora é nós termos a capacidade de, no próximo ano, conseguirmos garantir a manutenção desses fluxos e, preferencialmente, até incrementá-los”, disse a governante durante a visita oficial do Governo Regional à ilha das Flores.

A Primera Air operava dois voos semanais para os Açores.

Segundo Marta Guerreiro, estão “programados, até final de outubro, dois voos semanais da Dinamarca para São Miguel”, que depois seriam retomados “como habitualmente, na primavera”.

Sobre o efeito que a falência da transportadora aérea terá no turismo dos Açores, a titular da pasta explicou que é uma situação que “não controlam”.

“A nós compete-nos manter a estratégia de captação de fluxos que temos vindo a manter e acreditamos que aquilo que temos feito nesse sentido ajudará, com certeza”, afirmou.

A Primera Air ligava os países nórdicos a destinos turísticos na Europa, incluindo em Portugal, e declarou hoje falência alegando falta de financiamento, tendo informado, ainda, que deixou de operar à meia-noite de segunda-feira.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.