Governo dos Açores anuncia plano de ação para reforçar abastecimento de água às explorações agrícolas no Pico

Governo dos Açores anuncia plano de ação para reforçar abastecimento de água às explorações agrícolas no Pico

 

Susete Rodrigues/AO Online   Regional   16 de Jul de 2018, 09:21



O Secretário Regional da Agricultura e Florestas anunciou que o Governo dos Açores deu instruções à IROA para, em articulação com as associações de agricultores e de municípios da ilha do Pico, desenvolver uma avaliação sobre as necessidades de água para abastecimento das explorações agrícolas e implementar um plano de ação com investimentos para os próximos 10 anos para garantir o reforço do abastecimento às explorações agrícolas.

“Queremos, deste modo, garantir a contínua disponibilidade deste importante recurso para a agricultura”, afirmou João Ponte, salientando que o abastecimento de água à agricultura no Pico coloca-se ainda com maior pertinência, em muito devido às suas condições geológicas e orográficas.

João Ponte, que falava, nas Lajes do Pico, na abertura do II Encontro de Tradições Rurais, adiantou que este ano serão investidos cerca de 600 mil euros para melhor e reforçar o abastecimento de água à agricultura no Pico, diz nota publicada no Gacs.

Nesse sentido, afirmou que, até ao final do mês, será consignada a obra do Furo do Cabeço Pequeno, em agosto deverá ficar concluída a intervenção de limpeza e impermeabilização da Lagoa do Paul, permitindo reforçar a capacidade de armazenamento em mais 7.000 metros cúbicos, e está a decorrer a construção de dois reservatórios de água na freguesia da Prainha.

“O tempo que atravessamos é de esperança, de crescimento e de renovados desafios”, frisou o Secretário Regional, acrescentando que os agricultores picarotos, “com o seu espírito empreendedor e resiliente, estão aptos e têm uma grande vontade em vencer esses desafios, para garantir a sustentabilidade da agricultura”.

Em relação à fileira do leite, João Ponte recordou que já foram feitos importantes investimentos no Pico, desde logo na modernização da fábrica da Leite Montanha e na inovação, com o lançamento de novos queijos “para garantir uma maior valorização das produções”.

O setor da carne também assume uma importância cada vez maior no desenvolvimento da agricultura e na economia do Pico, onde a receita bruta gerada no último ano, incluindo as ajudas comunitárias, representa quase 20 milhões de euros.

“Só nos últimos seis meses registou-se um crescimento nos abates de 25% no Pico e de 11,5% em toda a Região”, disse o Secretário Regional.

Relativamente ao setor vitivinícola, João Ponte destacou que o Governo Regional tem tomado medidas para reforçar a competitividade do setor e compensar os produtores pelos elevados custos de produção, nomeadamente ao ter decidido, esta semana, conceder um apoio regional complementar à ajuda à manutenção da vinha, no âmbito das candidaturas ao POSEI em 2017, num valor global de 255 mil euros.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.