Eleições Legislativas

Força, coerência e sentido de futuro são os pilares da candidatura do PS/A

Força, coerência e sentido de futuro são os pilares da candidatura do PS/A

 

Susete Rodrigues/AO Online   Regional   26 de Ago de 2019, 16:31

“Força, coerência e sentido de futuro, são as três ideias que resumem bem a razão pela qual nós estamos a apelar às açorianas e aos açorianos para votarem no Partido Socialista no próximo dia 6 de outubro”, sublinhou esta segunda-feira o presidente do PS/Açores.



Vasco Cordeiro, que falava à margem da entrega da lista de candidatos às Eleições Legislativas nacionais, no Tribunal de Ponta Delgada, destacou, na ocasião, a força assente na candidatura, devido, por um lado, “ao trabalho desenvolvido pelo Partido Socialista no Governo da República ao longo dos últimos quatro anos, e que se repercutiu também nos Açores com resultados concretos em benefício das açorianas e dos açorianos”, e por outro, ao facto de “esta ser a candidatura que representa todas as ilhas da nossa Região”, disse citado em comunicado.


Vasco Cordeiro falou ainda da distinção entre o PS e outros partidos em relação às suas lideranças nacionais: “Há pouco mais de três meses disseram que não reconheciam a importância e o valor dos Açores e hoje apresentam-se com um autêntico exercício de desfaçatez, dizendo que afinal querem que essas lideranças ganhem as eleições e que sejam, no caso concreto do Dr. Rui Rio do PSD, o próximo primeiro-ministro de Portugal. É preciso não esquecer que o Dr. Rui Rio foi aquele que disse que os Açores apenas valiam cerca de 12 mil votos. Está nas mãos dos açorianos dar resposta nestas eleições a esse tipo de situação”.


Vasco Cordeiro lembrou o que ainda falta fazer e que pode ser feito em benefício dos Açores, “em áreas muito diversas, desde o mar à própria estruturação da nossa autonomia, até à importância da ciência e do conhecimento na criação de riqueza e de postos de trabalho na nossa Região. É por isso que nós estamos aqui”.


Por seu turno, a cabeça de lista do PS/Açores, Isabel Almeida Rodrigues, referiu ser esta candidatura composta por pessoas com provas dadas e, sobretudo, “com grande determinação para ao longo dos próximos quatro anos continuarem a lutar pelos interesses e em defesa dos açores e dos açorianos”.


Citada na mesma nota, a candidata disse ainda que “as próximas eleições são muito importantes para o País e para a Região. Para o País porque consiste em decidirmos se queremos que o País continue na senda da confiança e do desenvolvimento. Para a Região se queremos continuar a ter na República um Governo com sensibilidade para entender as nossas especificidades e que esteve ao nosso lado e nos ajudou a resolver muitas das questões, sem prejuízo do enorme trabalho que há ainda para fazer”.


Demonstrando confiança na lista de candidatos que o Partido Socialista apresenta às Eleições Legislativas nacionais, Ricardo Serrão Santos, Mandatário Regional do PS/Açores, referiu serem “pessoas que têm de facto uma competência e uma experiência em áreas que são fundamentais para os Açores”.


“Tenho a certeza de que saberão defender os Açores e contribuirão certamente para aquilo que é o objetivo do programa do Partido Socialista, uma boa governação. Contribuirão também para aspetos que tem a ver com a governação nacional e a posição de Portugal e da Região na Europa e no Mundo”, afirmou o Mandatário Regional do PS/Açores às Eleições Legislativas de outubro.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.