Açoriano Oriental
Força Aérea dos EUA interceta quatro aviões russos junto ao Alasca

A Força Aérea dos Estados Unidos da América intercetou quatro aviões de reconhecimento russos a 120 quilómetros do Estado do Alasca, anunciou este sábado o Comando de Segurança Aérea dos EUA e do Canadá (Norad).

Força Aérea dos EUA interceta quatro aviões russos junto ao Alasca

Autor: AO Online/ Lusa

As quatro aeronaves, modelo Tu-142, entraram na Zona de Identificação da Defesa Aérea do Alasca, um perímetro no qual o tráfego aéreo é monitorizado pelos militares de um ou mais países além do seu espaço aéreo nacional para proporcionar tempo de reação adicional na eventualidade de uma manobra hostil, onde foram intercetadas por caças F-22 norte-americanos.

"Os Tu-142 aproximaram-se num raio de 65 milhas náuticas (cerca de 120 quilómetros) das ilhas Aleutianas do sul do Alasca e permaneceram na Zona de Identificação da Defesa Aérea durante quase oito horas", esclareceu o Norad em comunicado, salientando que os aviões russos não chegaram a entrar no espaço aéreo dos Estados Unidos.

Esta é já a quarta vez no mês de junho que os EUA intercetam aviões militares russos perto do Alasca, sendo que a Zona de Identificação da Defesa Aérea deste Estado se estende até cerca de 320 quilómetros ao largo da costa.

Paralelamente, em 29 de maio, o Ministério da Defesa russo revelou imagens de dois bombardeiros B-1 americanos que foram igualmente intercetados pela força aérea nacional após a passagem das duas aeronaves sobre o mar Báltico e o mar Negro, perto da Rússia.



Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.