Sérvia

FMI entregou terceira fracção do seu empréstimo a Belgrado


 

Lusa/AO Online   Economia   24 de Dez de 2009, 11:48

O Fundo Monetário Internacional anunciou quarta-feira a entrega de uma terceira fracção do seu empréstimo à Sérvia, num montante de 350 milhões de euros.

Esta entrega eleva a um total de 1,12 mil milhões de euros a soma já desembolsada no âmbito de um empréstimo a 15 meses inicialmente atribuído ao país em Janeiro.

No entanto, em Maio, o FMI decidiu elevar o total da ajuda, com o prazo de um ano a contar dessa data, a um pacote de 2,87 mil milhões de euros em vez dos 384,1 milhões de euros inicialmente previstos em Janeiro.

O pagamento foi aprovado pela mais a alta instância de decisão do FMI, o seu conselho de administração.

Este perdoou o facto da Sérvia não ter preenchido certos “critérios de desempenho”, com um défice orçamental demasiado elevado, e baixou as suas exigências no fim de 2009 sobre este critério e um outro, a inflação.

O FMI considerou que graças às medidas tomadas pelo governo de Belgrado no âmbito deste empréstimo, “as consequências da crise económica e financeira mundial sobre a Sérvia foram limitadas”.

Estas “doparam as reservas internacionais, aligeiraram as tensões sobre o mercado do câmbio, e ajudaram a mobilizar uma assistência financeira internacional importante em apoio ao orçamento e à retoma económica da Sérvia”, sublinhou o director-adjunto do Fundo, Takatoshi Kato.

“Novos progressos deverão ser realizados em matéria de reformas estruturais, nomeadamente relativas às privatizações e ao ambiente dos negócios, para conduzir a economia sérvia a um caminho de crescimento forte e viável”, acrescentou.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.