FMI aconselha Governos a centrarem-se em políticas de emprego


 

Lusa / AO online   Economia   4 de Fev de 2010, 10:09

O director-geral do Fundo Monetário Internacional (FMI) defendeu esta quinta-feira que os Governos têm de se concentrar nas políticas de apoio ao emprego por forma a reduzir o desemprego, que aumentou fortemente com a crise económica.
"Não podemos afirmar que a crise terminou quando o desemprego ainda está aí", adiantou Dominique Strauss-Kahn, à rádio francesa RTL.

"É por isso que o FMI tem uma posição muito firme quanto a esta matéria. Não só não devemos pôr fim aos planos de apoio a actividades que já foram instaladas, os famosos estímulos, como o nosso conselho é de que todos esses estímulos devem ser dirigidos para o emprego, para políticas de emprego", insistiu.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.