Liga Europa

FC Porto fecha fase de grupos com vitória

FC Porto fecha fase de grupos com vitória

 

Susete Rodrigues   Futebol   15 de Dez de 2010, 20:43

O FC Porto somou ontem a 22ª vitória nos 25 jogos oficiais disputados em 2010/11, com o triunfo inquestionável por 3-1 sobre o CSKA de Sofia, na sexta e última jornada da Liga Europa em futebol

No Dragão, a equipa liderada por André Villas-Boas, apesar de algumas dificuldades sentidas nos instantes iniciais, efectuou uma boa exibição e foi a equipa que mais criou oportunidades de golo.

Com uma equipa inicial com várias novidades, como o meio-campo com Souza, Belluschi e Ruben Micael (Moutinho em campo aos 71) ou o ataque com James Rodriguez, Walter e Falcao (Hulk entrou aos 60 minutos), o FC Porto registou ainda a marca de 35 jogos sem perder, já que na temporada passada tinha feito uma série invencível de 10, ainda com Jesualdo Ferreira como técnico.

Já líderes do grupo L no início da ronda (16 pontos conquistados, com apenas o empate no Dragão perante o Besiktas), os azuis-e-brancos voltaram a ser superiores aos últimos classificados da ronda (apenas três pontos conquistados) e sextos no campeonato búlgaro, graças a um futebol apoiado e com grande entreajuda entre os sectores.

Depois de ter vencido 1-0 na Bulgária (golo de Falcao), o FC Porto valeu-se de uma grande exibição do uruguaio Fucile, que até foi o primeiro a procurar desfazer o nulo, com um cruzamento perfeito para o cabeceamento ao lado do brasileiro Walter.

Aos 14 minutos, Walter atirou para grande defesa do guarda-redes Raus M’Bolhi e, depois do golo de Otamendi, foi a vez do colombiano Falcao rematar com estrondo para nova intervenção do último "muro" do CSKA de Sofia.

Aos 30 minutos, Walter voltou a ameaçar, com um remate fortíssimo à trave e, até ao intervalo, a emoção voltou a aquecer as bancadas do Dragão, com um livre de Belluschi para excelente resposta de M’Bolhi.

No recomeço, Spas Delev (48 minutos) fez o empate, na sequência de um lançamento comprido, e, aos 50, um pontapé de bicicleta de Falcao entusiasmou os adeptos, mas a bola saiu ligeiramente por cima.

Aos 54 minutos, o colombiano James Rodriguez, hoje abaixo daquilo que produziu frente ao Juventude de Évora, marcou um livre, a bola ressaltou na barreira e Ruben Micael, sem oposição, devolveu a vantagem ao FC Porto.

Três minutos depois, Falcao desperdiçou uma grande penalidade, a castigar uma falta sobre si.

Até ao final, algumas transições rápidas do CSKA ainda colocaram o FC Porto em sentido, mas o líder do campeonato português demonstrou sempre controlo e supremacia e ampliou para 3-1, aos 93 minutos, pelo jogador colombiano James Rodriguez.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.