Encontrado mais um corpo junto à praia do Meco

Encontrado mais um corpo junto à praia do Meco

 

Lusa/AO Online   Nacional   23 de Dez de 2013, 13:13

As autoridades localizaram esta segunda-feira um corpo feminino perto da praia do Meco, admitindo que pode tratar-se de um dos jovens desaparecidos há mais de uma semana, revelou a Marinha.

 

Numa nota divulgada ao fim da manhã, a Marinha informou que o corpo foi hoje recolhido às 10:30 e encontrava-se a cerca de 2.300 metros em frente à praia do Meco.

“Ao que tudo indica, poderá tratar-se de um dos jovens desaparecidos”, admitiu a Marinha, salientando que as famílias dos jovens desaparecidos já foram informadas.

Na mesma nota, a Marinha realçou que “o corpo será encaminhado para o Gabinete Médico Legal do hospital de S. Bernardo, em Setúbal, para se proceder à sua identificação”.

No domingo, as autoridades encontraram o corpo de uma outra mulher, a cerca de 1.200 metros em frente à praia da Pipa, a 3,5 quilómetros a sul da praia do Meco, que poderá ser também de um dos jovens desaparecidos no dia 15.

A comprovar-se que os dois corpos encontrados pelas autoridades serão de dois dos jovens desaparecidos, são agora três os corpos que continuam por encontrar.

Os cinco jovens (quatro raparigas e um rapaz), desaparecidos a 15 de dezembro, integravam um grupo de sete alunos da Universidade Lusófona que tinha alugado casa em Alfarim para passar um fim de semana naquela zona do concelho de Sesimbra e que foram arrastados por uma onda na praia do Meco.

Um dos jovens conseguiu sair da água por meios próprios e alertar as autoridades para a ocorrência, cerca da 01:00, enquanto outro foi encontrado morto na manhã do mesmo dia

As buscas para encontrar os jovens desaparecidos há mais de uma semana na praia do Meco foram hoje retomadas por via terrestre e marítima, adiantou à agência Lusa o comandante do Porto de Setúbal, Lopes da Costa.

Durante o dia, serão mantidas as buscas terrestres ao longo da praia e, ao longo da costa mais a sul, estarão empenhados os meios marítimos - a corveta Jacinto Cândido e a lancha de fiscalização Águia, da Marinha.

O comandante Lopes da Costa sublinhou que as buscas vão passar a ser integradas nas missões normais da Autoridade Marítima, que vai manter a vigilância e patrulhamento da costa com o objetivo de encontrar os jovens desaparecidos.

 


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.