Açoriano Oriental
Costa ataca “joguinhos políticos” e diz que não aproveitará sondagens para abrir crise

O secretário-geral do PS defendeu este sábado que Portugal precisa de estabilidade, criticou "joguinhos políticos" à esquerda e à direita dos socialistas e afirmou que o seu partido não aproveitará boas sondagens para abrir uma crise política.

Costa ataca “joguinhos políticos” e diz que não aproveitará sondagens para abrir crise

Autor: AO Online/ Lusa

António Costa falava na abertura da reunião da Comissão Nacional do PS, num discurso em que advertiu que "a guerra contra a pandemia da covid-19 não está ganha" e em que considerou que "este não é o momento para calculismos e taticismos".

Numa alusão ao que se passou ao longo das negociações do Orçamento Suplementar para 2020, o secretário-geral do PS criticou "os joguinhos políticos à esquerda e à direita" do seu partido e disse mesmo que os socialistas "não irão aproveitar as boas sondagens para abrir uma crise política".

No plano estratégico, António Costa procurou deixar uma mensagem clara destinada aos parceiros à sua esquerda no parlamento: "Connosco não haverá Bloco Central" PS/PSD.


 
PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.