Liga Zon Sagres

Coentrão selou primeiro triunfo fora dos "encarnados"

Coentrão selou primeiro triunfo fora dos "encarnados"

 

Lusa/AO online   Futebol   25 de Set de 2010, 20:43

O Benfica conquistou o primeiro triunfo fora na Liga Zon Sagres, ao vencer o Marítimo por 1-0, nos Barreiros, em encontro da sexta jornada da prova
Um golo de Fábio Coentrão, obtido aos 58 minutos, permitiu hoje ao Benfica conquistar a sua primeira vitória fora na Liga Zon Sagres, no Funchal, frente ao Marítimo (1-0), em encontro da sexta jornada.

O Marítimo, por sua vez, procurava o seu primeiro triunfo no campeonato, mas voltou a adiar esse pressuposto, permanecendo no fundo da tabela, com apenas dois pontos somados em seis jogos disputados.

O Benfica triunfou tangencialmente, mas foi o conjunto que construiu o maior número de oportunidades, enquanto os madeirenses ofereceram boa réplica, mas faltou-lhes esclarecimento na hora de rematar à baliza.

Os insulares, sem o castigado Kléber, jogaram em 4x2x3x1, enquanto os “encarnados” jogaram no habitual 4x4x2 com o técnico Jorge Jesus a proceder a uma única alteração na equipa comparativamente com o último jogo.

As duas equipas iniciaram o jogo em toada morna, tornando-o aborrecido e tedioso.

Os madeirenses, com algumas cautelas defensivas, arriscaram pouco na primeira meia hora, mas contaram com a colaboração e passividade do Benfica, lento e pouco esclarecido no ataque.

Ainda assim, aos 16 minutos, Javi Garcia tomou a iniciativa de rematar à baliza madeirense, com o guarda redes Marcelo fora da baliza, mas Danilo Dias fez-lhe a vez, tirando a bola sobre a linha da baliza.

Aos 26 minutos, Saviola aproveitou bem a atrapalhação da defesa madeirense para rematar forte e colocado, com Marcelo a fazer a primeira grande defesa da noite.

Com o aproximar da primeira meia hora, o jogo ganhou dinâmica e, aos 29 minutos, uma vez mais Saviola obrigou Marcelo a defesa apertada, num lance em que o argentino surgiu na área em posição de remate.

O Marítimo reagiu e Danilo Dias, aos 33 minutos, ganhou terreno e tomou a iniciativa de rematar à baliza, fazendo a bola passar ao lado do poste direito da baliza de Roberto.

O mesmo Danilo Dias, aos 39 minutos obrigou Roberto a aplicar-se, num lance rápido em contra ataque por parte dos insulares.

Os “verde rubros” ganharam alguma confiança e aos 41 minutos Baba poderia ter marcado, mas Roberto negou-lhe a intenção com uma saída destemida e a defesa com o pé direito.

Na segunda parte, o Benfica entrou mais forte e, aos 53 minutos, o paraguaio Óscar Cardozo falhou de forma escandalosa o remate, após um cruzamento de Fábio Coentrão.

No entanto, o Benfica chegaria ao golo, aos 58 minutos, num lance em que Saviola cruzou na direita, com Fábio Coentrão a aparecer no segundo poste, a dominar o esférico e a bater Marcelo com um remate colocado.

Com o golo sofrido, o Marítimo não baixou os braços e, aos 64 minutos, Danilo Dias, o mais rematador dos insulares tentou a sorte uma vez mais, mas Roberto correspondeu com uma boa defesa.

O jogo voltou então a cair numa fase de adormecimento, com as equipas pouco inspiradas, pese as tentativas dos dois treinadores com as alterações introduzidas.

Nos últimos 10 minutos, o Marítimo tomou as rédeas do jogo e tentou acercar-se por diversas vezes da área da equipa “encarnada”, cuja defesa se mostrou irrepreensível, garantindo o triunfo.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.