Clinton pede maior liberdade de imprensa no mundo muçulmano

Clinton pede maior  liberdade de imprensa no mundo muçulmano

 

Lusa/AO Online   Internacional   3 de Nov de 2009, 17:09

 A secretária de Estado norte-americana, Hillary Clinton, pediu hoje, em Marrocos, um maior respeito pela liberdade de imprensa e de expressão em todos os países muçulmanos.

"Sei que por vezes é difícil informar e manter uma posição objectiva e jornalística sem provocar críticas. Como alguém que tem vivido com uma imprensa livre e recebido a minha parte das críticas, continuo de pé", afirmou a chefe da diplomacia norte-americana, em declarações à comunicação social, depois de um encontro com organizações da sociedade civil marroquina.

Para a secretária de Estado, a imprensa "é um contrapeso útil do poder que devia ser cuidado e não oprimido".

As declarações de Hillary Clinton em Marrocos surgem num momento difícil para a comunicação social daquele país, onde nos últimos meses vários directores de jornais foram condenados a penas de prisão por terem divulgado informações falsas sobre o estado de saúde do rei Mohamed VI e publicado uma caricatura do primo do monarca.

A chefe da diplomacia norte-americana participou hoje na sexta edição Fórum do Futuro, que decorre em Marraquexe numa iniciativa comum dos países do G8 (Alemanha, Canadá, Estados Unidos, França, Itália, Japão, Reino Unido e Rússia) e de duas dezenas de países do Médio Oriente e do Norte de África, bem como da Comissão Europeia e da Liga Árabe.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.