Açoriano Oriental
Covid-19
China constrói hospital em 5 dias para responder a aumento do número dos casos

A China concluiu a construção de um hospital com 1.500 quartos para pacientes infetados com covid-19 em cinco dias, para responder ao aumento do número de casos na província de Hebei, a sul de Pequim.

China constrói hospital em 5 dias para responder a aumento do número dos casos

Autor: AO Online/ Lusa

Segundo a informação divulgada pelos media locais, este hospital é um de seis com um total de 6.500 quartos que estão a ser construídos em Nangong, na província de Hebei e todos devem ser concluídos na próxima semana.

A China, que em grande parte conteve a disseminação do coronavírus, sofreu centenas de infeções este mês em Nangong e na capital da província de Hebei, a sudoeste da capital chinesa.

Um programa semelhante de construção rápida de hospitais foi lançado no início do surto no ano passado para instalar unidades de isolamento em Wuhan, a cidade central onde o vírus foi detetado pela primeira vez.

A Comissão de Saúde da China anunciou 130 novos casos de covid-19 nas últimas 24 horas, incluindo 115 de contágio local, a maioria nas províncias de Hebei e Heilongjiang.

Hebei, que conta com várias cidades seladas e milhões de habitantes em quarentena, diagnosticou 90 casos de origem local, enquanto na província de Heilongjiang, na fronteira com a Rússia, foram registados 23 contágios locais.

Os restantes dois casos locais foram identificados nas províncias de Shunyi e em Pequim.

A Comissão de Saúde da China contabilizou ainda 15 casos oriundos do exterior, os chamados "importados". A cidade de Xangai (leste) somou sete contágios, Tianjin (norte) três, enquanto as províncias de Sichuan (centro) registaram dois, e as de Chongqing (centro), Hunan (centro) e Shaanxi (centro) um cada uma.

As autoridades também indicaram ter detetado 79 assintomáticos, 24 dos quais importados, embora Pequim só inclua estes doentes nos casos confirmados se manifestarem sintomas da covid-19.

A Comissão de Saúde da China disse que, nas últimas 24 horas, 18 pacientes receberam alta, pelo que o número de pessoas infetadas ativas no país se fixou em 1.113, incluindo 38 em estado grave.

O organismo tinha anunciado uma nova morte devido à covid-19, na quinta-feira, depois de quase oito meses, desde 17 de maio, sem registar nenhum óbito causado pela doença. O número de mortes é agora de 4.635.

O país somou, no total, 88.118 infetados desde o início da pandemia.

A pandemia de covid-19 provocou mais de dois milhões de mortos resultantes de mais de 93 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.


PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados