Cemitérios são espaço de reencontro dos vivos com os mortos

Cemitérios são espaço de reencontro dos vivos com os mortos

 

Lusa / AO online   Internacional   3 de Nov de 2012, 11:28

O papa Bento XVI disse hoje que os cemitérios e outros locais de sepulto são

 

O Pontífice falava durante a homilia que proferiu na missa em memória dos cardeais e bispos falecidos durante este ano, na basílica de S. Pedro, no Vaticano, à qual presidiu.

“A visita aos cemitérios permite-nos renovar o vínculo com as pessoas queridas que nos deixaram. A morte paradoxalmente conserva o que a vida não pode reter. Como os nossos defuntos viveram; o que amaram, temeram e ansiaram, o que recusaram, descobrimo-lo, de modo singular, justamente nas suas sepulturas”, disse Bento XVI.

Estas sepulturas, acrescentou, são “quase um espelho da sua existência, do seu mundo: elas interpelam-nos, levam-nos a retomar um diálogo que a morte pôs em causa. Assim, os lugares de sepultura supõem uma espécie de assembleia, em que os vivos se encontram com os seus defuntos e com eles reforçam os vínculos de uma comunhão que a morte não pôde interromper”.

O papa de 85 anos referiu ainda as antigas catacumbas onde, se retomam, “como em nenhum outro lado, os vínculos com a Cristandade antiga”.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.