Eleições Legislativas 2019

CDS acusa o Estado de se demitir das suas funções de soberania na Região

CDS acusa o Estado de se demitir das suas funções de soberania na Região

 

Susete Rodrigues/AO Online   Regional   25 de Set de 2019, 16:16

O CDS Açores acusa o Estado de se demitir das suas funções de soberania na Região.

Após uma visita ao Farol dos Rosais, na ilha de São Jorge, o cabeça de lista da candidatura do CDS Açores, Rui Martins, disse, citado em comunicado, que “ficou confirmada a demissão das funções de soberania do Estado Português na Região. O Farol dos Rosais é um exemplo entre as várias infraestruturas votadas ao abandono por parte do Estado Português nos Açores”.


Rui Martins considerou que “neste como noutros casos, a degradação é visível e, ao longo de décadas, nada foi feito para o conservar ou recuperar. O abandono verifica-se, na Região, ao nível das infraestruturas da justiça, das forças de segurança, estabelecimentos prisionais e património histórico-militar”.


Para o CDS, “é preciso e é urgente apostar na recuperação destas infraestruturas”. Recorda ainda que, nesse sentido, “o presidente do CDS-PP Açores, Artur Lima, fez uma proposta para o Orçamento de Estado que foi chumbada por todos os partidos da maioria”.


Rui Martins finalizou afirmando que o partido "tudo fará para que este abandono, que não prestigia a República nem a Região, acabe”.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.