Açoriano Oriental
Câmara do Funchal atribuiu 3,7 ME de apoios sociais e ao associativismo em 2019

A Câmara Municipal do Funchal atribuiu 3,7 milhões de euros em apoios sociais e ao associativismo em 2019, beneficiando 3.310 munícipes e 219 entidades e associações, indicou o presidente da autarquia, Miguel Gouveia.

article.title

Foto: Rui Jorge Cabral/AO
Autor: Lusa/AO Online

"Estes apoios vincam a matriz social da Câmara Municipal do Funchal", sublinhou o autarca, no final da primeira reunião de 2020 do executivo camarário liderado pela coligação Confiança (PS/BE/PDR/Nós, Cidadãos!), com seis vereadores, onde estão também representados quatro vereadores do PSD e um do CDS-PP.

A autarquia contemplou, no ano passado, 219 entidades e associações com 1,5 milhões em apoios nas áreas cultural, social, educativa e desportiva, promovendo a dinamização de diversas "atividades de interesse municipal".

Por outro lado, ao nível dos apoios sociais, Miguel Gouveia disse que o investimento foi de 2,2 milhões de euros, provenientes do Fundo de Investimento Social, onde se destaca o subsídio municipal ao arrendamento e a comparticipação ao arrendamento, beneficiando 3.310 munícipes.

"No que diz respeito à parte educativa, temos já no ano letivo 2019/2020 cerca de 800 mil euros atribuídos, quer em manuais escolares, com um universo de mais de 5.000 mil crianças do 1.º, 2.º e 3.º ciclos abrangidas, quer em bolsas de estudo", indicou o autarca.

Miguel Gouveia pormenorizou que a Câmara Municipal do Funchal já pagou duas tranches das bolsas de estudo que atribui anualmente a 1.300 estudantes do ensino superior nos três primeiros anos do curso.


Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.