Açoriano Oriental
Covid-19
Câmara de Coimbra prevê refeições em 'take-away' para alunos que necessitarem

As medidas implementadas pela Câmara de Coimbra para travar a Covid- 19 preveem o “fornecimento das refeições escolares a todas as crianças e jovens que delas necessitarem, em regime de ‘take-away’”.

article.title

Foto: SXC/Miguel Braga
Autor: AO Online/ Lusa

“Os serviços municipais da Divisão de Educação e da Divisão de Intervenção Social, em estreita articulação com os Diretores dos Agrupamentos Escolares, os Encarregados de Educação e também a empresa (ICA) contratada para o fornecimento de alimentação deverão assegurar o fornecimento das refeições escolares a todas as crianças e jovens que delas necessitarem”, refere um despacho assinado pelo presidente do município, Manuel Machado.

As escolas de todos os graus de ensino vão suspender todas as atividades letivas presenciais a partir de segunda-feira devido ao surto do novo coronavírus, anunciou na quinta-feira o primeiro-ministro, António Costa, numa declaração ao país.

Esta medida, temporária, até ao fim do período letivo, antes das férias da Páscoa, será reavaliada em 09 de abril.

A Câmara de Coimbra também vai reduzir a “redução da lotação das esplanadas licenciadas para garantir o cumprimento do distanciamento social recomendado, no mínimo um metro entre cada conjunto mesa/cadeiras, procedendo-se à respetiva compensação aos exploradores, ou através da devolução de taxas correspondentes ou através de uma dilação de prazo na comunicação de nova ocupação”.

Além disso, a Câmara vai suspender as aulas no ITAP – Instituto Técnico, Artístico e Profissional de Coimbra e reforçar a inspeção para dar cumprimento à suspensão do funcionamento de estabelecimentos de restauração e de bebidas que disponham de salas ou de espaços destinados a dança.

“O condicionamento do acesso aos cemitérios e crematório municipal no decurso de cerimónias fúnebres de forma a garantir o cumprimento das orientações da Direção-Geral da Saúde”, é outra medida assinalada.

Controlo de acesso às instalações camarárias, instalação de barreiras de proteção de vidro nos balcões de atendimento ao público das Lojas dos Serviços Municipalizados de Transportes e preferência por atendimento à distância completam o lote de medidas hoje anunciadas.

Na quarta-feira, a Câmara já tinha anunciado o encerramento de todos os equipamentos municipais, cancelado os eventos públicos promovidos pelo município, suspendido feiras e reforçado a desinfeção das viaturas dos serviços de transportes urbanos, até 03 de abril.

Equipamentos como a Casa da Cultura ou o Convento São Francisco, as piscinas municipais e o Pavilhão Multidesportos, o Estádio de Taveiro e a pista de atletismo do Estádio Cidade de Coimbra ou o campo de futebol da Arregaça, por exemplo, ficam, assim, encerrados até 03 de abril.

O novo coronavírus responsável pela Covid-19 foi detetado em dezembro, na China, e já provocou mais de 4.900 mortos em todo o mundo, levando a Organização Mundial de Saúde a declarar a doença como pandemia.

O número de infetados ultrapassa as 131.000 pessoas, com casos registados em mais de 120 países e territórios, incluindo Portugal, que tem 112 casos confirmados.


Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.