Proeza

Britânico termina volta ao mundo sem usar veículos motorizados


 

Lusa/AO online   Internacional   6 de Out de 2007, 14:12

Um britânico de 40 anos concluiu hoje no Observatório de Greenwich, este de Londres, 13 anos de expedição por mar e terra em volta do Mundo, durante a qual percorreu cinco continentes, dois oceanos e um mar sem empregar qualquer veículo motorizado.
O inglês Jason Lewis, natural de Dorset, sudeste de Inglaterra, terminou um largo trajecto de 46.000 milhas (cerca de 74.000 quilómetros) durante os quais, entre outras peripécias, circum-navegou o globo terrestre numa embarcação a pedais.
Este aventureiro britânico, que em Agosto de 200 se converteu na primeira pessoa a cruzar com um aparelho daquele tipo o Oceano pacífico em 178 dias, será recebido pelo duque de Gloucester no Observatório de Greenwich, o mesmo lugar onde em Julho de 1994 iniciou a viagem.
Com esta embarcação, uma "Moksha" construída em Exter, Devon, Jason Lewis atravessou o Canal da Mancha por duas vezes e os oceanos Atlântico e Pacífico e parte do Índico.
Durante a aventura, o britânico enfrentou vários contratempos: fracturou as duas pernas durante uma colisão com um veículo nos Estados Unidos enquanto atravessava o país em patins, a sua embarcação voltou-se no Atlântico, foi detido no Egipto sob suspeita de ser um espião e foi atacado por um crocodilo na Austrália.
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.