Liderança PSD/A

Berta Cabral apresenta moção global de estratégia

Berta Cabral apresenta moção global de estratégia

 

Olímpia Granada   Regional   4 de Dez de 2008, 11:33

Berta Cabral apresentou esta quinta-feira de manhã a moção global de estratégia com a qual concorre à liderança do PSD/Açores.
Sob o lema “mãos à obra”  - o mesmo com o qual conquistou duas vitórias autárquicas em Ponta Delgada -, e a que acrescentou “pelos Açores”, a candidata nas directas internas que terão lugar a 16 de Dezembro clarificou o que entende por renovação, adinatou que quer todo o PSD “na rua” e prometeu uma oposição com “alternativas”.

Na sede regional do partido, Berta Cabral explicou que o documento de que é primeira subscritora resulta, também, dos contributos recolhidos ao longo do mês de Novembro durante o périplo que fez pelas nove ilhas. De militantes e simpatizantes, disse.

“Não ganhamos eleições sem o PSD. Mas não ganhamos eleições só com o PSD”, avisou. E, para dentro e fora do partido que acredita conseguir unir em torno de um projecto, defendeu que “renovação não é dispensar quem é útil. È acrescentar quem faz falta”.

No que diz respeito ao calendário eleitoral de 2009 , a moção advoga a manutenção de um “deputado em nome próprio” para o Parlamento Europeu, ajudar “o PSD a ganhar Portugal” nas eleições legislativas nacionais e, por fim, manter a liderança autárquica dando, contudo, liberdade de escolha às concelhias social democratas para escolherem quem e como concorrerem.

“Vamos escolher os melhores candidatos seja dentro ou fora do PSD”, disse.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.