António Costa diz que PS ainda não é alternativa clara no imediato

António Costa diz que PS ainda não é alternativa clara no imediato

 

Lusa/AO Online   Nacional   4 de Out de 2013, 08:44

O presidente da Câmara de Lisboa, o socialista António Costa, disse que PS ainda tem muito caminho a percorrer para ser alternativa ao Governo, nomeadamente na conquista dos votos brancos e nulos.

 

Ao comentar o resultado das eleições autárquicas no programa “Quadratura do Circulo”, na SIC-Notícias, Costa afirmou que da leitura dos números apurados “não resulta o PS como uma alternativa clara e imediata”.

O autarca frisou a dimensão da abstenção e de votos brancos e nulos, defendendo a leitura sociológica das mensagens inscritas nestes boletins, no âmbito de eventuais alterações à lei eleitoral.

“Uma das coisas que se devia fazer era a possibilidade de serem acessíveis os votos nulos para se saber que mensagens é que contêm”, disse.

Costa reconheceu que estes boletins traduzem uma atitude diferente da abstenção: “O branco e o nulo é alguém que venceu a comodidade de estar em casa e vai à urna para dizer algo e isso é muito significativo.”

“Há aqui um espaço que está por mobilizar”, referiu, acrescentando que o PS tem ainda “bastante caminho a fazer”.

O PS foi o partido com mais presidentes de Câmara eleitos nas autárquicas de domingo, 150, e incluindo uma em coligação, no Funchal, segundo os dados finais da Direcção Geral de Administração Interna (DGAI).

O PS conseguiu 149 câmaras sozinho e uma no Funchal (em coligação).

A abstenção total foi de 47,3%, os votos nulos 1,25% e os brancos 1,72 por cento.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.