Açoriano Oriental
Ambiente nos Açores com 21 milhões de euros no Plano de Investimentos de 2024

O plano de investimentos da Secretaria do Ambiente e Alterações Climáticas dos Açores para 2024 totaliza 21 milhões de euros, mais 2,2 milhões de euros do que este ano, anunciou o titular da pasta, Alonso Miguel.

Ambiente nos Açores com 21 milhões de euros no Plano de Investimentos de 2024

Autor: Lusa

O secretário regional salvaguardou que o plano de investimentos encontra-se em fase de anteproposta, tendo referido que este aumento de verbas é de 12% em termos comparativos com 2023.

O secretário regional do Ambiente e Alterações Climáticas falava aos jornalistas após a segunda reunião ordinária de 2023 do Conselho Regional do Ambiente e do Desenvolvimento Sustentável, no Auditório Luís da Rocha Monteiro, na Horta, ilha do Faial.

Alonso Miguel, citado em nota de imprensa, referiu que “a este valor de investimento, somam-se ainda sensivelmente 8,2 milhões de euros correspondentes a investimento em obras públicas da responsabilidade da Secretaria Regional do Ambiente e Alterações Climáticas, a executar pela Secretaria Regional do Turismo, Mobilidade e Infraestruturas, nos termos da Orgânica do XIII Governo Regional dos Açores”.

O titular da pasta do Ambiente considerou que “uma das principais apostas continuará a incidir no combate às alterações climáticas, destacando-se o investimento de cerca de 1,4 milhões de euros previstos para dar continuidade à implementação do Projeto Life IP Climaz, bem como a verba alocada ao Regime Jurídico-financeiro de Apoio à Emergência Climática, reforçada para 430 mil euros”.

Alonso Miguel anunciou “um novo projeto, em colaboração com o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), para instalar, nos Açores, o Observatório Climático do Atlântico, com o objetivo de recolher dados atmosféricos fundamentais para estudar as alterações climáticas na região do Atlântico, bem como para realizar a monitorização de gases com efeito de estufa à escala global”.

Ao nível dos recursos hídricos, está previsto um investimento de 4,2 milhões de euros, que permitirá “reforçar significativamente a capacidade de monitorização, manutenção e requalificação da rede hidrográfica da região”, de acordo com o governante.

Alonso Miguel destacou o investimento de dois milhões de euros destinados à capacitação dos serviços operacionais da secretaria regional, com aquisição de equipamentos e maquinaria “adequados para o efeito, que dará um contributo relevante para uma atuação preventiva, num contexto alterações climáticas, e para salvaguarda de pessoas e bens”.

O secretário regional referiu, relativamente à gestão de resíduos, que se vai promover “o maior investimento de sempre no que se refere ao Programa Ecofreguesia, com uma verba prevista de um milhão de euros, que representa um aumento de 82% em relação a 2023, que dará um importante contributo para a limpeza de espaços públicos, incluindo as ribeiras e a orla costeira”.

Alonso Miguel anunciou o lançamento de um “novo projeto com vista à modernização dos processos de reciclagem dos Centros de Processamento de Resíduos de Resíduos, com aquisição de novos equipamentos, num investimento ligeiramente superior a um milhão de euros”.

O responsável pela tutela do Ambiente apontou “o relevante investimento de 3,4 milhões de euros previsto para dar continuidade à execução dos projetos LIFE em curso, que configuram instrumentos fundamentais para implementação da estratégia definida ao nível da conservação da natureza e da preservação da biodiversidade”.


PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados