Terrorismo

Alegado cérebro dos atentados de Bombaim detido no Paquistão


 

Lusa/AO online   Internacional   8 de Dez de 2008, 13:32

O alegado cérebro dos atentados terroristas de Bombaim, Índia, figura entre os 165 membros de uma organização de solidariedade próxima do movimento islamista Lashkar-e-Taiba detidos domingo e hoje no Paquistão, anunciou um alto responsável da segurança.
"Zaki-ur-Rehman Lakhvi, um comandante das operações armadas do Lashkar-e-Taiba, é um dos detidos, garantiu à AFP um alto responsável dos serviços de segurança paquistanês, que solicitou o anonimato.
A imprensa indiana reclama que Zaki-ur-Rehman Lakhvi foi identificado pelo único terrorista que sobreviveu aos atentados de Bombaim como sendo um dos cérebros dos ataques.
Quinze das 16 detenções foram feitas pelos serviços de segurança do Paquistão, em operações desenvolvidas domingo à noite e hoje nos arredores de Muzaffarabad, nordeste do país, na parte do Caxemira que é administrado por Islamabad.
A operação foi dirigida contra um campo de deslocados, gerido pela fundação de caridade Jamaat-ud-Dawa, considerado o ramo político do Lashkar.
O 16º detido, presumível membro do Lashkar, foi interpelado em Rawalpindi, nos arredores de Islamabad, acrescentou a mesma fonte.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.