Adeptos do Boavista fugiram com medo de justiça popular

Adeptos do Boavista fugiram com medo de justiça popular

 

Luís Pedro Silva   Regional   6 de Mar de 2019, 08:41

Juiz acredita que os adeptos do Boavista envolvidos nas agressões a funcionários também queriam fugir da justiça popular


Os adeptos do Boavista acusados pelo Ministério Público de estarem envolvidos nas agressões aos funcionários do restaurante “Rei dos Frangos”, em São Vicente Ferreira, que foram detidos na ilha Terceira estariam a fugir das autoridades, mas também com receio da justiça popular.

Segundo o despacho do juiz de instrução criminal, Pedro Albergaria, a fuga dos suspeitos de Ponta Delgada para a ilha Terceira serviria também para impedir este grupo de adeptos do Boavista de serem agredidos por pessoas em Ponta Delgada.


Ler mais na edição desta quarta-feira, 6 março 2019, do jornal Açoriano Oriental


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.