Açoriano Oriental
Açores alteram programa para apoiar mobilidade dos jovens

O Governo dos Açores anunciou hoje a introdução de melhorias no regulamento do programa Bento de Góis, que visa promover a mobilidade dos jovens residentes na Região e passa a apoiar com 12 euros por dia cada participante.

Açores alteram programa para apoiar mobilidade dos jovens

Autor: Lusa/AO Online

O anúncio foi feito hoje pela secretária regional da Juventude, Qualificação Profissional e Emprego, no âmbito de uma visita à Sociedade Recreativa Filarmónica Fundação Brasileira, nos Mosteiros, na ilha de São Miguel.

As alterações vão ser definidas numa portaria a ser publicada na quinta-feira em Jornal Oficial, que aumenta também a percentagem do apoio a projetos de mobilidade na União Europeia.

Este ano, em que se comemora o Ano Europeu da Juventude, o apoio a atribuir passou dos 65% para os 90%, sendo que em 2023 o apoio será fixado nos 75% do subsídio social de mobilidade, segundo indicou Maria João Carreiro.

No caso dos projetos de mobilidade inter-ilhas, ou seja, na Região, é alargado ao transporte aéreo o apoio que estava fixado para o transporte marítimo.

Assim, as viagens aéreas de ida e volta passam a ser apoiadas na sua totalidade para os detentores do cartão inter-jovem.

O novo regulamento alarga, ainda, o universo das despesas elegíveis nos projetos de mobilidade regional, já que passam a ser elegíveis os custos com os transportes públicos terrestres coletivos, o aluguer de viaturas e o combustível.

Outra novidade é o apoio a projetos de voluntariado internacional que impliquem deslocações para o estrangeiro, com 60% do montante da viagem de ida e volta até ao montante máximo de 300 euros por pessoa.

A governante sublinhou que as alterações introduzidas "resultam da auscultação aos jovens e às associações juvenis" e visam tornar o programa "mais adequado" para "incentivar e promover as condições para a mobilidade dos jovens residentes nos Açores".

A nova portaria vem criar condições "mais vantajosas para os jovens e para as associações juvenis, na medida em que aumenta de forma considerável a percentagem de apoio a atribuir aos projetos de mobilidade, alarga o universo de despesas elegíveis e introduz uma nova possibilidade e um novo fim de mobilidade, desta feita, para projetos de voluntariado internacional", acrescentou.

Na visita à sede da Sociedade Recreativa Filarmónica Fundação Brasileira, a titular pela pasta da Juventude sublinhou a importância do projeto de mobilidade internacional que a instituição vai desenvolver com jovens músicos, cofinanciado pelo Programa Bento de Góis.

O projeto, promovido e dinamizado Direção Regional da Juventude, intitula-se “Completar a História” e vai permitir a deslocação de 31 jovens e dois animadores ao Brasil no final de agosto, numa viagem que os conduzirá ao Rio de Janeiro e a Santa Catarina, mais concretamente a Florianópolis.

Esta deslocação permitirá divulgar a música açoriana e assinalar a relação histórica e institucional, através de visitas e intercâmbio, com as comunidades açorianas radicadas naqueles dois Estados brasileiros.

O valor a atribuir ao projeto Completar a História, dos Mosteiros, é de 18.981 euros, sendo que a primeira tranche de 13.287 euros já foi atribuída.

O projeto será executado no Brasil de 31 de agosto a 11 de setembro de 2022.

As candidaturas ao Programa Bento de Góis estão abertas durante o ano e podem ser formalizadas através do site Bento de Góis - Direção Regional da Juventude (azores.gov.pt).

Segundo dados da secretaria regional da Juventude, entre 01 de janeiro a 29 de junho foram aprovados 16 projetos, no montante de 18.451 euros e envolvendo um total 245 participantes, dos quais 215 jovens.


PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados