Vasco Cordeiro diz que Açores vivem recuperação económica e social sustentável

Vasco Cordeiro diz que Açores vivem recuperação económica e social sustentável

 

Lusa/AO online   Regional   22 de Dez de 2017, 12:39

O presidente do Governo dos Açores, Vasco Cordeiro, advoga que a região vive hoje um "trajeto de recuperação constante e sustentável" a nível económico e social, caminho que se pretende que prossiga em 2018.

"Hoje, no momento em que os mais variados indicadores económicos e sociais dão conta de um trajeto de recuperação constante e sustentável, na criação de emprego, na criação de empresas e na criação de riqueza na nossa região, é tempo de, por isso, celebrarmos", declarou Vasco Cordeiro na mensagem de Natal deste ano, hoje partilhada pelo Governo Regional.

A mensagem será divulgada aos açorianos - na televisão e na rádio - na noite de Natal, e nela Vasco Cordeiro sustenta que "os anos mais recentes, desafiantes, difíceis e complexos" na região "puseram à prova" a capacidade para todos superarem os "desafios e os obstáculos".

"Ter consciência do muito que já fizemos, dos empregos que já foram criados, dos mais idosos a quem já acudimos ou daqueles que tiveram já o apoio e a resposta desejada na doença não significa esquecer os que ainda procuram emprego, os que ainda sofrem na sua saúde ou os que procuram a merecida dignidade e conforto após o muito que deram à nossa região", realça, contudo, Vasco Cordeiro.

O líder do executivo aproveita para dizer às pessoas nessas situações que "não estão sós".

E remata: "Sei que contam com o nosso Governo para vos ajudar a ultrapassar esses tempos mais tormentosos. Sei que o nosso Governo está a trabalhar para criar oportunidades que ajudem a resolver o que ainda tem de ser resolvido. É, pois, uma mensagem de esperança, de confiança na capacidade de nos erguermos face a cada desafio e de vencermos com vontade e com o querer que temos dado bastas provas como povo".



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.