Saúde

Utentes do Serviço Regional de Saúde querem mais médicos

Utentes do Serviço Regional de Saúde querem mais médicos

 

Pedro Nunes Lagarto   Regional   15 de Out de 2009, 18:32

Os utentes do Serviço Regional de Saúde reclamam mais médicos de família, a melhoria dos equipamentos e instalações, maior acesso a exames de diagnóstico e terapêutica e  ainda a  redução do tempo de obtenção de consulta, revela estudo encomendado pela tutela.
Intitulado “A satisfação dos Utentes e Profissionais dos Centros de Saúde do Serviço Regional de Saúde dos Açores”, o estudo revela para cada um dos centros de saúde dos Açores que aspectos  reénem maior ponderação e relevo junto dos utentes.

Assim, e no que concerne a São Miguel, os utentes do Centro de Saúde de Ponta Delgada elegem como prioridade máxima a disponibilidade de médicos de família.

Na Ribeira Grande, a atenção está voltada para os equipamentos/instalações e médicos de família.

Em Vila Franca do Campo, no topo das prioridades, a disponibilização de pessoal de enfermagem e os equipamentos/instalações.

Na Povoação a principal preocupação reside na disponibilidade de médicos de família.Por fim, noNordeste, reclama-se melhores equipamentos e instalações.

Para o estudo, no qual foram inquiridos 419 utentes, 25% dos quais em Ponta Delgada, foram avaliados oito factores, a saber: equipamentos/instalações, horário de atendimento, tempo de obtenção de consulta, tempo de espera consultado, disponibilidade de médicos de família, acesso a exames de terapêutica, facilidade de renovação receitas, disponibilidade de pessoal de enfermagem e apoio domiciliário.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.