Taxa de desemprego em Portugal desce 0,1% em agosto


 

Lusa/AO Online   Economia   1 de Out de 2013, 11:59

A taxa de desemprego em Portugal desceu ligeiramente em agosto face a julho, de 16,6% para 16,5%, mantendo-se como a quinta mais elevada da União Europeia, segundo os dados divulgados esta terça-feira pelo Eurostat.

 

No boletim relativo ao mês de agosto, o gabinete oficial de estatísticas da União Europeia reviu em alta de 0,1 pontos percentuais a taxa de desemprego em Portugal no mês de julho (16,6% e não 16,5%), tendo ainda revisto em baixa os valores do desemprego divulgados no mês passado sobre a zona euro (de 12,1% para 12%) e entre os 28 Estados-membros (de 11% para 10,9%).

O Eurostat justifica esta revisão com a inclusão no processo de cálculo da taxa de desemprego dos dados mais recentes do estudo da União Europeia sobre a força de trabalho.

Segundo estes dados do gabinete de estatísticas comunitário, registou-se em Portugal, face a julho, uma redução de dois mil desempregados (de 879 mil para 877 mil), continuando o país com a quinta taxa de desemprego mais elevada entre os 28, atrás da Grécia (27,9% em junho), Espanha (26,2%), Chipre e Croácia (ambos com 16,9%).

Ao nível da zona euro e da União Europeia a taxa de desemprego em agosto manteve-se estável face a junho: 12% (19,178 milhões de pessoas) e 10,9%, (26,595 milhões de pessoas), respetivamente.

Entre os 28 Estados-membros, as taxas de desemprego mais baixas registaram-se na Áustria (4,9%), Alemanha (5,2%) e no Luxemburgo (5,8%).

Na comparação homóloga, a taxa de desemprego aumentou em dezasseis países e baixou em onze, mantendo-se estável na Polónia. As subidas mais acentuadas registaram-se em Chipre (de 12,3% para 16,9%) e na Grécia (de 24,6% para 27,9% entre junho de 2012 e junho de 2013).

As quedas mais significativas observaram-se na Letónia (de 15,6% para 11,4% entre os segundos trimestres de 2012 e 2013) e na Estónia (de 10,1% para 7,9% entre julho de 2012 e julho de 2013).

De acordo com o Eurostat, o desemprego jovem em Portugal (cidadãos com menos de 25 anos) recuou para os 36,8% em agosto, face aos 37,7% verificados em julho.

 

 


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.