Saúde

Seis óbitos na última semana devido à gripe A


 

Lusa / AO online   Nacional   3 de Dez de 2009, 10:13

O Ministério da Saúde informou que, na última semana, foram observados nos serviços de saúde 27.169 doentes com sintomas de gripe, independentemente da confirmação laboratorial dos vírus em causa, havendo a registar seis óbitos.
Fazendo o ponto de situação da evolução da gripe A (H1N1) em Portugal, na 48.ª semana, entre 23 e 29 de Novembro, o Portal da Saúde adianta que naquele período estiveram internados 149 doentes, dos quais 22 em Unidades de Cuidados Intensivos.

No mesmo período - acrescenta - registaram-se seis óbitos, sendo o total acumulado até domingo de 23 óbitos (este total contabiliza um óbito ocorrido na semana 47.ª mas reportado na 48.ª).

Naquele período, verificou-se, contudo, uma "desaceleração no que se refere ao número de novos casos".

"No que se refere aos clusters (focos) em escolas, registou-se um decréscimo acentuado, para metade, passando de 205 para um total nacional de 110", sublinha o site.

Contudo, a actividade gripal "continua predominantemente centrada em ambiente escolar, tal como nas semanas antecedentes".

A distribuição da gripe estendeu-se "a quase todo o território do Continente, mantendo-se, no entanto, heterogénea", refere ainda o Portal da Saúde, que divulga informação oficial do Ministério da Saúde.

O portal recorda que a gripe A é "uma doença benigna que se trata, na maioria dos casos, com antipiréticos e com a permanência em casa".

"É importante que cada um faça a vigilância da evolução da febre e de outros sinais e sintomas, nomeadamente da dificuldade respiratória. Em caso de preocupação ou alteração dos sintomas, ligue para o seu Centro de Saúde, para o seu médico assistente ou para a Linha de Saúde 24 (808 24 24 24)", recomenda.

O Ministério da Saúde apela ainda à vacinação dos grupos de risco.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.