PS e CDS coincidem em 'rentrée' madeirense e PSD cumpre tradição do Pontal


 

AO Online/ Lusa   Nacional   31 de Ago de 2019, 11:37

Socialistas e centristas coincidem hoje em ‘rentrées’ políticas na Madeira, de olhos postos nas eleições regionais daquele arquipélago, com Costa em Machico e Cristas na Fajã da Ovelha, enquanto o social-democrata Rui Rio cumpre a tradição do Pontal.

O PSD tem uma ‘rentrée’ que se desdobra em dois momentos, que correspondem a duas tradições sociais-democratas, começando hoje com a Festa do Pontal, no Algarve, e terminando com o discurso de Rui Rio a encerrar a Universidade de Verão da JSD, em Castelo de Vide, Portalegre, no domingo.

Depois de anos em que se realizou a meio de agosto, a Festa do Pontal passou, na presidência de Rui Rio, para o final de agosto ou início de setembro e retomou um cariz mais popular.

A festa, que este ano se realiza em Monchique, começa logo pela manhã com a visita a uma plantação de medronheiros – um ano depois de esta zona ter sido afetada por um grande incêndio -, seguindo-se um jogo de futebol com a participação do presidente do partido e de dirigentes sociais-democratas, e, ao final da tarde, as intervenções políticas.

Na Região Autónoma da Madeira, palco de eleições regionais em 22 de setembro, antes das legislativas de 06 de outubro, coincidem PS e CDS-PP.

Na cidade de Machico e antecedido de animação musical, o comício socialista tem intervenções do secretário-geral socialista, António Costa, do presidente do PS/Madeira, Emanuel Câmara, do presidente da Câmara Municipal de Machico e do cabeça de lista regional, Paulo Cafôfo, ex-líder da autarquia do Funchal.

Em maio, num comício na Madeira durante a campanha eleitoral para as eleições europeias, António Costa apelou ao voto “para dar força à mudança” começada “na República há três anos e meio” e que admitiu querer continuar na região autónoma “com a grande vitória de Paulo Cafôfo”, o candidato a presidente do Governo Regional.

O CDS-PP escolheu a Fajã da Ovelha para a sua ‘rentrée’ em registo popular, no parque de lazer das Faias, numa das três freguesias lideradas pelo partido no concelho da Calheta, incluindo comício e almoço.

O evento vai contar com a intervenção do presidente do CDS/Madeira, Rui Barreto, e também da presidente centrista, Assunção Cristas, enquanto a música vai ficar a cargo de uma banda filarmónica e do duo luso-venezuelano Sandra e Ricardo.

Com as eleições regionais e legislativas no horizonte, os centristas quiseram fazer da sua ‘rentrée’ uma festa da “Madeira e das comunidades”, já que o arquipélago é região de origem e, nos últimos anos, de retorno de cidadãos lusodescendentes e descendentes.

O BE prossegue hoje também o Fórum Socialismo, a iniciativa com que assinala o retomar da atividade partidária após as férias, que este ano arrancou na sexta-feira com um debate sobre a emergência climática, uma das bandeiras bloquistas para as eleições legislativas, com a eurodeputada Marisa Matias.

O Fórum Socialismo, a decorrer na Escola Artística Soares dos Reis, no Porto, termina no domingo, com um comício com a coordenadora do partido, Catarina Martins.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.