Primeiras classificadas do 'ranking' mundial de surf discutem 'meias' em Peniche

Primeiras classificadas do 'ranking' mundial de surf discutem 'meias' em Peniche

 

AO Online/ Lusa   Outras modalidades   26 de Out de 2019, 17:22

A havaiana Carissa Moore e a norte-americana Lakey Peterson vão discutir a segunda bateria das meias finais do Meo Rip Curl Pro Portugal, em Peniche, num 'heat' decisivo para as contas do título mundial de surf.

Carissa Moore é a atual número um do 'ranking' da Liga Mundial de Surf e a única que pode sagrar-se campeã em Portugal, a penúltima etapa do ano do circuito mundial, enquanto a sua mais direta perseguidora, Lakey, vai tentar eliminar Carissa e levar a disputa do título para o Havai.

Em caso de triunfo da havaiana em Peniche, a norte-americana precisava de conquistar o segundo lugar, ou seja, tinha que ir à final da prova, algo que já não vai acontecer, uma vez que ambas se vão encontrar nas 'meias'.

Ainda assim, se Moore passar este confronto direto, mas perder na final, Lakey Peterson vai precisar de obter o terceiro posto (equivalente à derrota nas meias-finais) e a também norte-americana Caroline Marks tem que vencer em Peniche para adiar a entrega do título mundial.

De resto Caroline Marks também está ainda em prova, e vai surfar contra a brasileira Tatiana Weston-Webb na primeira bateria das 'meias', pelo que as contas do título ainda estão em aberto.

E, se a líder do 'ranking' feminino ficar em terceiro lugar em Peniche, Lakey tem que obter, no mínimo, um quinto lugar, Caroline um segundo posto e a australiana Sally Fitzgibbons tem que vencer em Supertubos, de forma a levar a contenda pelo título para o Havai.

Se Carissa Moore tivesse sido eliminada antes das meias-finais, algo que não se verificou, a decisão do título mundial seria sempre adiada para o Havai.

O Meo Rip Curl Pro Portugal, no quadro masculino e feminino, vai terminar hoje na Praia dos Supertubos, em Peniche.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.