Jornal de campanha

PPM defende conclusão da rede de água e caminhos em 4 anos


 

Luísa Couto   Regional   9 de Out de 2008, 11:17

A agricultura foi o sector que o Partido Popular Monárquico (PPM)  deu destaque em mais um dia de campanha.
Ontem, durante a visita  ao Núcleo do Corvo do Serviço de Desenvolvimento Agrário das Flores e do Corvo,  líder regional do partido, Paulo Estevão,  compromoteu-se a defender a conclusão, em quatro anos, da rede de infra-estruturas (água, caminhos, luz) de todas as explorações agrícolas dos Açores.
Já em matéria de custos de produção, o candidato do PPM fez questão de afirmar que, caso chegue ao parlamento açoriano, irá trabalhar para que o Governo subsidie os preços dos adubos e das rações e assim atenuar o grande crescimento com as despesas nesse domínio verificada nos últimos tempos, devido à escalada dos preços das matérias primas nos mercados internacionais.
E por falar em preços, o PPM quer ainda que seja levada  a efeito uma alteração profunda na filosofia em termos de  revenda dos produtos agrícolas. “Vamos legislar no sentido de obrigar a indústria a praticar preços justos no leite e na carne, sob pena de serem tomadas medidas que lhes retirem a actual margem de lucro”, assumiu o dirigente do monárquicos nos Açores.
Para Corvo, ilha pela qual o candidato se apresenta como cabeça de lista, Paulo Estevão não deixou de reivindicar autonomização do Serviço de Desenvolvimento Agrário do Corvo, garantindo que mesmo será dotado de técnicos especializados, orçamento específico, autonomia administrativa e instalações adequadas.
O modelo de funcionamento da Lacticorvo também requer, no entender do dirigente do PPM, alterações. Paulo Estevão entende que devem ser praticados preços mais elevados no âmbito da aquisição do leite aos agricultores corvinos. Para além disso, considera que “os agricultores devem ser envolvidos na gestão da empresa e informados, previamente, de qualquer mudança de preços e de objectivos estratégicos”.
Outra das propostas do PPM  com a pretensão de conferir mais dinanismo e rentabilidade ao sector agrícola corvino diz respeito ao apoio financeiro aos agricultores no proceso de escoamento de gado para o exterior.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.