Portugueses elegem desemprego como prioridade no combate à crise

Portugueses elegem desemprego como prioridade no combate à crise

 

Lusa/AO online   Economia   18 de Out de 2013, 10:12

A maioria dos portugueses (85%) considera que o combate ao desemprego é a área prioritária do combate à crise, acima dos 74% da média da União Europeia (UE), segundo um inquérito Eurobarómetro.

Em segundo lugar vêm as pensões, com 43% de respostas entre os inquiridos portugueses (UE 31%).

A sondagem sobre as reações à crise, revela ainda que a maioria dos inquiridos (73%) considera que o orçamento da UE deveria ser aplicado na segurança social e emprego (UE 50%), seguindo-se o crescimento económico, com 58% de respondentes (UE 48%) e, para 54% dos portugueses, a saúde pública (UE 41%).

Em relação ao papel da moeda única, 55% dos portugueses discordam que esta tenha contribuído para mitigar os efeitos da crise (UE 51%).

Em Portugal, foram questionadas 1.016 pessoas, entre 07 e 23 de junho no Eurobarómetro feito a pedido do Parlamento Europeu no âmbito das eleições europeias de maio próximo.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.