"Porto do Topo vai servir setores da pesca e do turismo"

"Porto do Topo vai servir setores da pesca e do turismo"

 

Susete Rodrigues/AO Online   Regional   1 de Ago de 2019, 16:23

O secretário regional do Mar, Ciência e Tecnologia afirmou, esta quinta-feira, que, através da obra de melhoramento do Porto do Topo, o Governo dos Açores “está a dotar a ilha de São Jorge de mais uma infraestrutura com todas as condições para servir o setor das pescas, mas também o do turismo, reforçando a economia” desta ilha.

Gui Menezes falava na cerimónia que assinalou o início da obra de requalificação do Porto do Topo, no valor de 6,3 milhões de euros, considerando-a “um investimento significativo”, que dá "expressão prática ao compromisso assumido pelo Governo dos Açores e que está em fase de plena concretização”, disse citado em nota do executivo.


Segundo o governante, este investimento “vem reforçar substancialmente as condições de segurança e de operacionalidade” daquele porto, através de vários melhoramentos, entre os quais a construção de um molhe-cais com 60 metros de comprimento e uma frente acostável com cerca de 40 metros de comprimento, bem como a repavimentação do cais atual, a construção de uma rampa varadouro e de um terrapleno com uma área de cerca de 1.200 metros quadrados.


No âmbito da estratégia do executivo açoriano para a área das pescas na ilha de São Jorge, o secretário regional destacou também o novo Entreposto Frigorífico das Velas, que representou um investimento de cerca de um milhão de euros e que “ficará concluído já em finais de setembro”.


“Se somarmos estas duas obras, assim como os diversos investimentos na manutenção de equipamentos e infraestruturas de apoio à pesca que têm sido realizados em São Jorge, estamos a falar de um investimento superior a sete milhões de euros para garantir aos pescadores desta ilha melhores condições para o exercício da sua atividade”, afirmou.



Segundo Gui Menezes, o investimento público na obra de melhoramento do Porto do Topo “fará de São Jorge uma ilha melhor capacitada para enfrentar os desafios futuros e melhor preparada para que os Jorgenses possam retirar todo o potencial das condições que a sua ilha oferece”.



Prevê-se que a empreitada de melhoramento do Porto do Topo, consignada ao consórcio MOTA-ENGIL e ETERMAR, esteja concluída em novembro de 2020.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.